Geral

Ceron falará aos lageanos neste domingo

PRONUNCIAMENTO GERA EXPECTATIVA PARA MEDIDAS DIANTE DE CENÁRIO COMPLICADO

Não deverá ser apenas uma manifestação para apelar pela conscientização das pessoas (isso vem acontecendo rotineiramente). Nem tão pouco para informar sobre o cenário de falta de leitos de UTI e pré-colapso no sistema de saúde de Lages (que é referência na Serra). Por isso, gera expectativa o chamamento do prefeito Antonio Ceron para um pronunciamento às 10 horas da manhã deste domingo, 07. O prefeito falará através das redes sociais da prefeitura, com conteúdo veiculado por meios de comunicação, como a Clube FM 98,3.

TEOR DO PRONUNCIAMENTO

Naturalmente que não anteciparíamos o teor da manifestação do prefeito porque aquilo que se pretende falar (e por certo anunciar) deve ainda está sendo analisado e definido entre a tarde do sábado e a manhã de domingo. É inconteste o agravamento do cenário, com 100% da ocupação de leitos de UTI e percentual elevado de internamentos em leitos de enfermaria. A preocupação se eleva à medida que se viu na sexta-feira e sábado filas em estabelecimentos comerciais, como o Fort Atacadista.

Ceron não faria um pronunciamento sem um conteúdo mais significativo. Daí a expectativa sobre aquilo que o prefeito anunciará na manhã de domingo, 07

ATUALIZANDO A ESPERA POR UTI

Final da tarde do sábado, 06, eram 17 pessoas esperando por leito de UTI na Serra e Meio Oeste. São pacientes internados em leito de enfermaria, mas cujo quadro clínico recomenda o internamento em UTI.

Compartilhe

1 thought on “Ceron falará aos lageanos neste domingo”

  1. DEUS queira que uma luz ilumine nosso Prefeito e que Ele revogue as restrições de dias e horários de funcionamento impostas sobre os negócios produtivos. Que perceba que todas as atividades são essenciais.

    Que use a luz do bom senso para entender que a folha de pagamento, os fornecedores, o aluguel, a energia, água, etc. são compromissos a serem honrados por quem de direito e de fato instalou um negócio para funcionamento regular.

    Que interprete o Sr. Prefeito que dentre as consequências de filas e a redução de produtos nas prateleiras de “mercados” estarão novos aumentos de preços para reposição, cujos preços atuais aos clientes já estão aviltados e difíceis de serem suportados pela maioria das pessoas, muito menos ainda, por aquelas sem trabalho e renda (nem negócio próprio).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *