Geral

Ciclone: Vento mais forte em Urupema

NA SERRA URUPEMA REGISTROU 126 KM/H

Às vésperas de completarmos duas semanas daquela vento forte acompanhado com tempestade denomina ciclone bomba que atingiu Santa Catarina, compartilhamos o estudo e análise a partir da rede de estações hidrometeorológicas, monitorada pelo Ciram, vinculado à Epagri. Das 290 estações existentes em Santa Catarina, cerca de 50 possuem medidores de velocidade e direção do vento.

QUASE 170 KM/H

De acordo com os dados coletados e analisados, o vento mais forte da terça-feira, 30 de junho em território catarinense, foi registrado na cidade de Siderópolis. Ali a velocidade do vento chegou a consideráveis 168,8 km/h. De acordo com a meteorologista Maria Laura Guimarães Rodrigues, cinco das estações Ciram/Epagri registraram velocidades superiores a 118 km/h.

URUPEMA NA SERRA

Além de Siderópolis, na estação meteorológica de Urupema os ventos chegaram a 126 km/h. E numa evidência que o assoprão foi geral no Estado, na cidade de Indaial se registro ventos a 121 km/h. Outras sete estações registraram ventos entre 113 e 117 km/h, e nove delas registraram ventos de 89 a 102 km/h.

Eis o mapa divulgado pela Epagri contendo a medição dos ventos do dia 30 de junho. Lages, por exemplo, registrou máxima de 96 km/h. Em São Joaquim o vento chegou a 93 km/h

EM TEMPO

Esse conjunto de informações geradas pela rede de monitoramento ambiental da Epagri/Ciram é fundamental para auxiliar as tomadas de decisões na agricultura e no meio urbano. Lembrando que tais dados são nos locais das estações. O vento pode ter sido mais forte em imediações onde não ocorreu a medição, naturalmente.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *