Geral

Na Clube FM: O bem e o mal do lockdown

EMISSORA REUNIU DIRIGENTES E PREFEITO PARA FALAR SOBRE RESULTADOS DAS MEDIDAS

Por 90 minutos o prefeito Ceron e dirigentes de entidades discutiram os efeitos práticos para a saúde e economia das medidas restritivas que Lages vivenciou até a semana passada. Os dados tornam inconteste que houve redução de contaminação. Por conta disso, o lockdown foi um sucesso. Deu uma aliviada boa no setor de saúde, embora a situação ainda seja grave.

POR OUTRO LADO

Há visualização que muitos setores da economia foram afetados, inclusive decretando o fechamento de certos estabelecimentos, devido ao não faturamento por duas semanas. Houve um ponto de convergência durante o debate mediado pelos jornalistas Ioton Neto e Adriana Gautério no programa Clube Cidade: Somente a conscientização poderia evitar o lockdown. E o aumento da transmissão não está na atividade do comércio, mas em festas clandestinas que vinham ocorrendo.

CONSIDERAÇÕES

Os participantes do debate apresentaram as seguintes ponderações:

Zulmiro Klan – Presidente CDL: “Temos que aprender conviver com o vírus para a economia não parar. Seguindo todos os protocolos de segurança, mas mantendo as atividades”.

Carlos Eduardo de Liz – Presidente da Acil: “Nossa entidade defende vacina, distanciamento e protocolos. Na questão futura nos preocupa os efeitos da pandemia, desde psicológicos até econômicos. Nosso apelo é para que nos ouçam (enquanto entidade). Somos parceiros. E que tenhamos um pouco mais de empatia”.

Israel Marcon – Vice-presidente da Fiesc: “O que posso reforçar é a empatia. Precisamos nos colocar no lugar dos outros”.

Jeferson de Oliveira – Coordenador Fórum das Entidades: “Estamos todos lutando contra esse momento pandêmico que estamos vivendo. O ponto que todo mundo concorda aqui é conscientização”.

Antonio Ceron – Prefeito: “Mensagem de agradecimento e responsabilidade. Que haja mais harmonia entre todos nós. Que as armas ideológicas, políticas, sejam tiradas de cena e que se coloque o espírito humanitário. Que todos olhem e ajudem a economia. E com a bênção de Deus e de Nossa Senhora dos Prazeres, unidos, saíamos mais fortes dessa pandemia”.

Ceron e Carlos Eduardo de Liz, estavam entre os participantes dessa avaliação das medidas adotadas em Lages com reflexos na vida das pessoas e na economia

MULTA EM LAGES NÃO MUDOU:

VALORES SEGUEM OS MESMOS

Havia escrito que os valores das multas para quem for flagrado sem máscara em Lages diminuiu de R$ 2.140,00 (previsto no decreto municipal) para R$ 500,00 (previsto no decreto estadual). Entretanto, na fala durante o debate o prefeito Ceron disse que os valores em Lages seguem os mesmos, considerando o poder que tem de adotar medidas (e multas) mais rígidas. Coordenador do Fórum das Entidades, advogado Jeferson de Oliveira, observou exatamente nessa linha, o fato do decreto municipal ter essa possibilidade de fixar multa maior.

PORTANTO

Não uso de máscara em Lages segue gerando uma multa de R$ 2.140,00 ao infrator.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *