Geral

Rádio e companhia aos com Covid-19

CLUBE FM 98,3 DOA APARELHOS DE RÁDIO PORTÁTEIS PARA LEITOS DE UTI COVID-19 E LANÇA PROGRAMA PARA LEVAR MENSAGENS A PACIENTES E PROFISSIONAIS

Com aquele cuidado quase cirúrgico de fidelidade aos dados relacionados à pandemia, informando, orientando e combatendo notícias falsas, a Rádio Clube FM 98,3 dá outro passo na integração com a comunidade nesses tempos de angústia. Foi lançado neste 10 de junho, quinta-feira, o projeto Radinho da Alta – A Voz da Esperança. Trata-se da doação de aparelhos de rádios portáteis (inicialmente são 50) para os hospitais de Lages. Os radinhos se constituem um instrumento para fazer companhia àqueles pacientes internados em leitos UTI Covid-19.

NA COMPANHIA DA CLUBE FM

Muitos pacientes internados devido a complicações da Covid-19, superam a fase mais severa da doença e permanecem na solidão do isolamento aguardando a reação do organismo. E nesses momentos, as pessoas têm à disposição a companha da Clube FM e dos comunicadores da emissora. “Através das ondas da 98,3 FM, comunicadores vão levar mensagens de superação e motivação para quem enfrenta a batalha contra a Covid-19 no Hospital Tereza Ramos e também no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres. Além disso, familiares e amigos de pacientes internados, poderão transmitir palavras de incentivo para o paciente vencer a doença”, observa o jornalista Ioton Neto, coordenador de Conteúdo da Clube FM, emissora do Grupo SCC.

TAMBÉM PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE

“A doença exige isolamento social, e é difícil ficar longe das pessoas que amamos. O projeto pretende aproximar essas pessoas daqueles que estão na batalha contra o coronavírus”, explica o presidente do Grupo SCC, Roberto Amaral. “As mensagens serão voltadas também aos profissionais que estão na linha de frente da pandemia. Vamos levar o carinho para médicos, enfermeiros e todos os profissionais que lutam todos os dias no atendimento daqueles que positivam para a doença. É a forma de confirmarmos que a (Rádio) Clube sempre está perto da comunidade”, completa Amaral.

Ioton Neto, Adriana Gautério e Thiago Gonçalves detalhando o projeto no programa Clube Cidade

SONORIDADE NUMA ROTINA TENSA

Os aparelhos já foram entregues aos gestores das duas unidades hospitalares de Lages. “Estamos num momento em que a tecnologia é tão presente em nossas vidas, e é o rádio, um dos meios de comunicação mais antigos, continua fazendo a diferença. É uma ideia muito bacana, que vai transformar a rotina dentro do hospital nesse momento tão difícil que é a pandemia”, cita Maurício Batalha, diretor do Hospital Tereza Ramos. Para a diretora do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, o programa “A Voz da Esperança” trará um combustível para enfrentar a pandemia. “Nossas equipes estão desde o primeiro caso de COVID travando uma batalha de forma incansável contra um inimigo invisível. É exaustivo para as equipes médicas e uma incerteza para quem enfrenta a doença. Palavras de motivação e carinho vão mudar os dias no hospital”, frisa Andréia Berto.  

COMO FUNCIONA A VOZ DA ESPERANÇA

O programa “A Voz da Esperança” vai ao ar três vezes ao dia nos programas Chimarreando com a Clube (15h30) e no Rodeio na Clube (19h30min). Também pode ser acompanhado pelo aplicativo da emissora, disponível para iOS e Android ou no www.radioclubedelages.com.br. As mensagens devem ser enviadas para a Central de Conteúdos pelo Whats (49) 99117 9204. As mensagens devem ser de incentivo a familiares e amigos que estiverem internados ou de agradecimento para os profissionais da saúde. 

Gestores do Grupo SCC e parte do elenco da Clube FM com os diretores Maurício Batalha e Andréia Berto dos Hospitais Tereza Ramos e Nossa Senhora dos Prazeres no lançamento do projeto A Voz da Esperança

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *