Geral

Começa a reforma da previdência em SC

PROJETO CORAJOSO DO GOVERNO DO ESTADO FOI PROTOCOLADO NA ALESC. DADOS SOBRE GASTOS CHAMAM A ATENÇÃO

Um dado do Presidente do Iprev, Marcelo Mendonça, talvez já convença o catarinense de que a reforma da previdência estadual é urgente e necessária. Atualmente o sistema previdenciário do Estado consome mais que o dobro por ano que os gastos com o setor de Saúde. E Santa Catarina não está inventando nada. Implementa em âmbito de Estado aquilo que o Governo Federal fez em 2019 no chamado RGPS – Regime Geral de Previdência Social.

O QUE VEM POR AÍ?

O projeto que deu entrada na Alesc cria teto, implementa regras e estabelece realidades que repercutirão numa economia de R$ 4,23 bilhões nos primeiros cinco anos ao tesouro do Estado. “A situação é preocupante. A cada R$ 1 real arrecadado com ICMS líquido pelo Estado, R$ 0,48 vão para a previdência. Em 2019, ela consumiu 10 vezes o valor que foi destinado à Agricultura”, compara o chefe da Casa Civil, Eron Giordani. Por sinal, juntamente com Mendonça do Iprev, Giordani esteve pessoalmente na Alesc entregando o projeto.

Giordani entrega ao presidente Mauro de Nadal (Alesc) o projeto da reforma, acompanhado pelo líder do governo José Milton Scheffer e o presidente do Iprev, Marcelo Mendonça

ENTENDA OS GASTOS COM

PREVIDÊNCIA EM SC

Há um verdadeiro dossiê com dados da realidade e a prospecção daquilo que representará a reforma da previdência catarinense. Separamos três gráficos para, de forma didática dar a você uma ideia do que está se tentando mudar, via projeto protocolado na Alesc:

Há cinco anos Santa Catarina tem mais inativos (aposentados e pensionistas que recebem) que ativos (servidores que trabalham). Esse desiquilíbrio gera uma diferença de custeio que precisa ser bancado pelos cofres públicos

Com dados do primeiro ano de gestão do atual governo (quando iniciou o estudo), uma ideia do que se gasta para pagar pensões e aposentadorias e o que é investido em outras áreas. Gasta-se, por exemplo, quase 10 vezes mais em previdência que em infraestrutura (obras e manutenção de rodovias)

Este comparativo é bastante interessante onde a cor verde limão representa aquilo que os servidores contribuem, o azul claro o montante que o Estado precisa investir e o vermelho o valor que o sistema custa

Compartilhe

2 comentários para: “Começa a reforma da previdência em SC”

  1. MUITOS SÃO OS PROBLEMAS DA PREVIDÊNCIA CATARINENSE CITO UM DELES.
    O GOV. CONTRATA SERVIÇOS TERCEIRIZADOS QUE NÃO ARRECADAM PARA O IPREV , MAS PARA O INSS, NESTE CASO O ESTADO DEIXA DE ARRECADAR MILHÕES PARA A PREVIDÊNCIA ESTADUAL.
    SEM FALAR NAS SUPER APOSENTADORIAS DE MUITOS EX… O GOVERNO SABE MAS FINGE NÃO SABER.

  2. Mas isso é simples, basta não abrir mais concursos públicos e contratar empresas terceirizadas. Aí sempre haverá déficit de ativos em relação aos inativos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *