Geral

Começa reparo entre Lages a São Joaquim

TRÂNSITO ESTÁ SENDO DESVIADO E SOMENTE DURANTE A QUINTA-FEIRA SE TERÁ IDEIA DE ATÉ QUANDO A SC-114 ESTARÁ FECHADA EM PAINEL

Quem se desloca de Lages em direção ao sul do mundo catarinense via SC-114 encontrará um inconveniente nas proximidades da área urbana do município de Painel (18 km de Lages). O acúmulo de água sem vasão suficiente estourou o asfalto e exigiu providências urgentes. “Tão logo o secretário de Infraestrutura (Thiago Vieira) soube da gravidade, determinou que a empresa que já detém contrato para esse tipo de trabalho emergencial entrasse em ação. Daí a necessidade de interdição da rodovia naquele ponto”, explicou o Assessor de Governo, Lucas Neves, que fez a comunicação sobre a interdição da estrada circular rápido para orientar usuários da rodovia.

Esta é a situação que exigiu a interdição para a imediata intervenção do maquinário no sentido de conter o desmoronamento, abrir a tubulação (por baixo da estrada) para vasão da água e fazer reparo emergencial para o retorno de trânsito com segurança

VIAS ALTERNATIVAS

Com a interdição da SC-114 nesse ponto em Painel, o usuário pode utilizar um desvio por estrada de chão (devidamente sinalizado o acesso) ou então optar por outras estradas para se deslocar no sentido Lages ou São Joaquim. Com o fechamento da Serra do Rio do Rastro para obras (durante o dia) e devido ao gelo na pista (fechamento à noite ocorrido na segunda, terça e quarta à noite), o fluxo de usuários da rodovia com destino ao Sul do Estado foi cessado.

Tão logo passa a entrada de Painel, essa barreira indica o desvio pela estrada de chão até as imediações do posto da PMRv

QUANDO REABRE?

A empresa informará nesta quinta-feira a previsão da abertura do local avariado. Não comparando, esse tipo de situação de engenharia, assemelha-se a cirurgia em ser humano: precisa abrir a barriga do paciente primeiro para depois dar um diagnóstico mais preciso.

Compartilhe

1 comentário para: “Começa reparo entre Lages a São Joaquim”

  1. Notou que essa estrada, depois da “revitalização”, ficou muito bonita e segura, porém debulhando aos poucos? É o segundo trecho que desmorona. Aquele outro levou uns 3 anos para ser arrumado e (não sou técnico para afirmar isso) me parecia bem mais fácil de arrumar que esse aí. Não me surpreendo se essa estrada ficar fechada pelos próximos 2, 3 anos. É o preço que pagamos por vivermos na serra catarinense, fazer o quê?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *