Geral

Ajuda a afetados pela pandemia

PODER PÚBLICO PODERIA LIDERAR INICIATIVA PARA AJUDAR SETORES DA ECONOMIA

Se setores como indústria, comércio de maior porte, agropecuária e outros são afetados mais pelo reflexo que diretamente pela pandemia, há segmentos que foram descapitalizados de imediato. A classe artística, os pequenos negócios, o empreendedor autônomo. Enfim, o poder público tem sua estatística daqueles que estão patinando por causa das medidas e dos reflexos delas para determinadas áreas.

DAÍ QUE…

Não no sentido de resolver na totalidade, mas num aceno de apoio, incentivo e sobrevida, poderia haver alguma política de aporte, seguindo critérios e normas aos afetados e que enfrentam dificuldades gritantes. Caberia ao próprio legislativo lageano a construção de algum modelo de ajuda, não como lei, mas através de sugestão e orientação ao Paço (já que esse tipo de lei tem que ser de iniciativa do Executivo).

É QUE…

Se mesmo não tendo recursos, o município encontra em seu cofre R$ 3,1 milhões para aportar na Transul (não discutimos a legalidade disso, porque há previsão para tal pagamento), outra chacoalhada nas finanças poderia encontrar R$ 1 milhão aqui, outro R$ 1 milhão acolá e, de milhão em milhão se cria, de forma oficial, algum tipo de fomento aos mais prejudicados.

INCLUSIVE

O município de Lages não deve arrecadar menos de R$ 1 milhão em multas por desatendimento aos decretos da pandemia. Dinheiro que, com aprovação legislativa, poderia se destinar a esse fundo da ajuda aos mais afetados e de pequeno porte. Lógico que o valor das multas não pingam num devereda desses nos cofres. Mas o Paço antecipa e recebe depois.

ENTÃO

Sei que muitos vão dizer que falar é fácil, mas quando se trata de dinheiro público, para se fazer tudo de acordo com a norma é mais complexo. Mas em havendo possibilidade legal, dá-se uma solução. Até porque, o que deveria ser evitado é que, por causa de uma linha de crédito de R$ 3 mil para um, outros R$ 5 mil para outro, tenhamos portas se fechando na cidade nesse momento complicado que todos enfrentam.

Considerando a boa relação entre Legislativo e Executivo, nada que uma boa costura, para se encontrar uma solução que minimize esse momento crítico enfrentado por pequenos empreendedores

ATÉ PORQUE…

Lançar um portal na internet sugerindo buscar prestação de serviços e aquisição de produtos daqueles afetados pelas medidas da pandemia, é algo louvável. Porém, mais louvável seria buscar um plano de apoio financeiro (com pagamento lá na frente) a esses mesmos empreendedores.

***

Abaixo conteúdo publicitário!

VOCÊ QUER INVESTIR,

MORAR BEM OU AMBAS AS OPÇÕES?

Descubra um novo conceito de moradia com a Terra Engenharia!

Residencial Bérgamo foi planejado pensando em seu conforto, bem-estar e privacidade, utilizando os espaços de maneira eficiente e inteligente. Projeto com design contemporâneo contemplando tudo o que você e sua família sempre sonharam!

Destinado a atender diversos públicos, unidades de 2 e 3 dormitórios com opção de suíte, salão de festas mobiliado, academia, brinquedoteca e playground, além de uma área de coworking e sala de reuniões para atendimento home office, que poderá ser agendado por aplicativo do condomínio.

Tudo isso com o padrão de qualidade Terra. Na Av. Papa João XXIII, Petrópolis, em frente a CONESUL. Registro de Incorporação: R3/41196

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *