Geral

Covid-19 positivo em empresário lageano

É preciso a informação completa para contextualizar.

Uma viagem já programada ano passado levou empresário lageano Dilmar Monarim e a esposa para os Estados Unidos na primeira quinzena de março. Passaram por Washington, Nova York e Boston. Durante a peregrinação em território americano adotaram o mais absoluto cuidado, visto que a pandemia do novo coronavírus era o assunto mais comentado e alertado.

RETORNO E ISOLAMENTO

Ao retornarem ao Brasil ele chegou a postar nas redes sociais ter estranhado a ausência de abordagem, tanto no Aeroporto Internacional de Guarulhos quanto naquele de Florianópolis, por causa da pandemia. Antes de retornar a Lages, por opção própria – e por perceber que havia viajado para uma região onde a doença estava apresentando um número muito elevado de casos – adotou a quarentena ainda em Florianópolis. Ideia era ficar os 14 dias recomendados de isolamento.

PORÉM

Poucos dias após começou a apresentar sintomas (não todos) de que poderia ter contraído o novo coronavírus. Recorreu aos serviços do laboratório Sabin que efetuou a coleta do material para exame. Monarim relata que apresentou um estado febril bastante forte e outros sintomas, sendo orientado por profissional médico sobre tratamento. “Não é daquelas gripes comuns porque essas não resistem mais que três dias no meu organismo. Nesse caso foram quase 7 dias”.

EXAME CONFIRMA

Nesta semana o empresário Dilmar Monarim recebeu o resultado do exame, onde consta que o Covid-19 foi ‘detectado’. Ou seja, ele contraiu o novo coronavírus. E após 7 dias apresentando os sintomas, acabou superando a doença. “Estou bem. Mas sigo isolado, apenas eu e minha esposa. Mas ela não apresentou os sintomas e vai fazer exame por questão de segurança”.

Recolhemos alguns dados pessoais do exame, mas o teor do mesmo é esse acima, confirmando que o novo coronavírus foi detectado. O Sabin é um laboratório creditado pela Central de Saúde Pública do DF para a realização desse tipo de exame

CAUTELA FEZ A DIFERENÇA

Caso tivesse chegado e retornado de imediato para Lages, onde despacharia na empresa que comanda, Monarim poderia ter contagiado outras pessoas não apenas do trabalho, mas de seu convívio. “Estranho que não houve o protocolo de orientação das autoridades de saúde, ao chegarmos no aeroporto, para que houvesse esse cuidado”. Dilmar Monarim mantém o isolamento por mais alguns dias, inclusive seguindo recomendações médicas, mas informa que não sente qualquer sintoma de gripe ou indisposição do gênero.

Pegamos da rede social esse registro de Monarim e a esposa Karla Shaldani Monarim na passagem pelos Estados Unidos, com Salt Bae, o mago dos temperos. Esse registro, reporta-me o empresário foi um dos poucos momentos na viagem em que o casal manteve o contato mais próximo com estranhos.

IMPORTANTE

Tanto no caso de Dilmar Monarim quanto da professora Cristina Yamagushi, eles contraíram o novo coronavírus em viagens. Ela num cruzeiro e ele nos Estados Unidos. No caso de Monarim, o isolamento que se auto impôs com a esposa fez toda a diferença para evitar a transmissão.

AINDA

Após receber o exame, o empresário Dilmar Monarim se reportaria às autoridades de saúde. Ele já adota os protocolos de segurança e não apresenta mais sintomas. Como tem residência em Lages, o caso dele deve ser contabilizado nas estatísticas do município. A princípio!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *