Geral

Covid-19: Portaria revê ‘receita’ para exame

VAI APENAS SER RECOMENDO PRESCRIÇÃO MÉDICA

Porque causou estranheza e até discordância de profissionais de laboratórios a exigência de prescrição médica para realização de exames para diagnosticar a Covid-19 o próprio secretário da Saúde, Claiton Camargo de Souza atualiza a revisão do procedimento.

DIZ O SECRETÁRIO QUE…

“Percebemos que o disposto (da necessidade de prescrição médica) prejudicaria os laboratórios que estão fazendo testagem, e que o objetivo não é esse, e sim orientar as pessoas que não se deve unicamente basear-se no teste rápido para fechar o diagnóstico do paciente (…). Devido a isso, foi alterado o texto da portaria que será publicada nesta segunda-feira (15/06), passando o texto para preferencialmente com prescrição médica, exatamente para não proibir os laboratórios de fazerem testes”.

A nova portaria que substituirá a proibitiva de testes em laboratórios sem prescrição médica é a que terá validade, permitindo os testes mesmo sem ‘receita’

O artigo 6.º da referida portaria passou a conter dois parágrafos orientativos e não restritivos para que exames ocorram somente após consulta médica e documento prescrevendo o teste

OBSERVE-SE QUE…

Embora a correção se faça para atender laboratórios privados que podem continuar fazendo os exames, independente do paciente apresentar prescrição médica para tanto, o questionamento maior foi das próprias pessoas. É que se um exame particular custa em média R$ 350,00 nos diversos laboratórios, seria necessário outro tanto desses por uma consulta para conseguir a prescrição ao exame.

PORTARIA FAKE?

A propósito, um boca mole escreveu que a portaria determinando que exames fosse realizados apenas com prescrição médica não existe.

O texto acima não é fictício e foi disparado pela área de comunicação que cuida dessa relação de informação entre o Paço, imprensa e comunidade. Logo incluam a imprensa fora dessa dissonância. Estamos todos do mesmo lado tentando divulgar o certo, o adequado e o necessário. E não temos compromisso com o erro, nem nosso, nem dos outros!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *