Geral

Covid-19: Serra entrará em semana crítica

REGIÃO PODE ENTRAR NO MAPA VERMELHO

Apesar do crescente de casos da Covid-19, inclusive com óbitos, a Serra Catarinense não entrou no mapa das regiões que o Governo do Estado determinou restrições maiores em relação ao enfrentamento da pandemia.

PICO DE JULHO

São sete regiões abrangidas pelas medidas que incluem inclusive suspensão do transporte coletivo. “Como havíamos falado desde o início dos trabalhos de enfrentamento desta pandemia, a primeira quinzena de julho seria uma das mais difíceis de enfrentarmos. Isso de fato está acontecendo”, justificou o governador Moisés para a providência.

Puxando de volta a responsa sobre medidas em relação ao enfrentamento da pandemia, governador Moisés aponta no mapa as regiões em vermelho onde entraram em vigor medidas mais restritivas para reduzir circulação de pessoas e, principalmente, aglomerações.

NO INTERIOR DE SC

Além das regiões situadas mais na faixa litorânea, incluindo municípios do Médio Vale do Itajaí, no interior do Estado as restrições anunciadas se estendem à regional de Xanxerê. Oeste e o extremo em São Miguel D’Oeste também estão fora das medidas restritivas, assim como a Serra, Meio Oeste, Contestado e Planalto Norte.

INTERESSANTE QUE…

Chapecó, apesar dos 12 óbitos confirmados e 3.075 casos confirmados, bem como Concórdia com 13 vítimas fatais e um total de 1.549 diagnósticos positivos para a doença, não entraram, de forma individualizada (sem abranger as regiões) nas medidas restritivas do decreto do governador Moisés.

ASSIM

A manutenção da Serra Catarinense fora do mapa vermelho, que precisará se submeter a medidas mais restritivas vai depender dos números da doença e os espaços para internamento hospitalar. Iniciaremos com previsão de que até a metade da semana haja mais 20 vagas em unidades intensivas, naquela articulação anunciada pelo Estado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *