Geral

CPI sugere novo impeachment a Ceron

SOLICITAÇÃO É DESDOBRAMENTO DO RELATÓRIO FINAL DA CPI DA SEMASA LIDO NA CÂMARA DE VEREADORES DE LAGES

Porque estamos falando de 91 páginas, não esmiuçamos em detalhes o teor do relatório final da CPI da Semasa cujos trabalhos foram concluídos com a leitura do documento em plenário da Câmara de Vereadores. Mas o documento que levou 4 horas para ser lido pelo relator Jair Júnior, aponta, segundo o próprio vereador que:

“A CPI foi mais além, pois a operação em curso envolve a empresa Serrana Engenharia. Entretanto, nós nos aprofundamos em contratos mais volumosos e que envolvem outras empresas e diversas questões suspeitas. Acredito que nosso trabalho não foi em vão e irá colaborar”.

O QUE SUGERE O DOCUMENTO

Porque não tem poder de punição, a CPI detalha os 30 depoimentos tomados, aponta desconfiança na relação entre o ex-prefeito Raimundo Colombo e a empresa alvo da operação Mensageiro e cita o encaminhamento ao Ministério Público para, em querendo, abrir representação judicial contra quatro dos cinco presos na investigação do Gaeco. Apenas o ex-secretário Delfes fica de fora. Prefeito afastado Ceron, Arruda, Jurandi Agostini e Milton José Matias Filho, além da atual secretária da Semasa, Taíse Paeze, são os cinco nomes que a CPI sugere ao MP/SC, em entendendo pertinente, abrir representações judiciais contra os mesmos por aquilo apontado na CPI.

NOVO IMPEACHMENT A CERON

O relatório da CPI ainda sugere ao presidente da Câmara de Vereadores, Aldori Freitinhas (MDB) que abra procedimento de impeachment contra o prefeito afastado, Antonio Ceron. “Para fins de que seja decretada a cassação do mandato”, aponta o documento.

Apenas o vereador Enio Quintino (PSD) votou contra o relatório apresentado por Jair Júnior. Os demais integrantes foram favoráveis ao teor daquilo relatado a partir do trabalho realizado

EM TEMPO

Tão logo consigamos ler os detalhes do relatório vamos compartilhar outros conteúdos sobre o documento.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *