Geral

Da UPA à Transul na pauta de Ceron

PREFEITO VOLTOU A FAZER COLETIVA COM A IMPRENSA, RESPONDENDO INDAGAÇÕES E ABORDANDO ASSUNTOS DO COTIDIANO DA GESTÃO

TERCEIRIZAÇÃO DA UPA – “Todo mundo, do poder público, da empresa e da população, dão ok ao modelo de gestão da UPA de forma terceirizada em Criciúma”. Foi o que disse o vice-prefeito Juliano Polese que esteve pessoalmente conferindo o modelo em desenvolvimento na maior cidade do Sul do Estado ao lado do secretário Claiton Camargo de Souza (Saúde). Prefeito Ceron apontou que faltam detalhes burocráticos, mas a licitação para terceirizar a UPA está a caminho.

CONCURSO PÚBLICO – Vai ser lançado no segundo semestre deste ano um concurso para diversas vagas na gestão municipal. Áreas como Educação (professores), Procon (fiscais) e vagas administrativas serão abertas. “O Arruda está vendo para o segundo semestre o trâmite para contratar empresa e lançar o edital”.

Ceron com Polese e Arruda (esquerda) confirmando concurso público ainda neste ano de 2022

PISO DA ENFERMAGEM – Prefeito disse que quando vierem os recursos, será atendido e pago os novos valores (ainda pendentes de sanção do Projeto de Lei que estabeleceu os novos valores). “Quando vierem os recursos, como ocorreu com o piso dos agentes de saúde, vamos atender e repassar os recursos como piso. A União, o Congresso, não podem estabelecer despesas sem apontar a fonte e repassar os recursos”.

DÉFICIT DA TRANSUL – Segundo o prefeito, considerando os custos da empresa, a passagem precisaria custar R$ 7,96. E hoje se pratica R$ 4,30 e R$ 4,50. “A empresa esgotou a capacidade financeira para se manter (…). Tem uma carta da Transul que recebemos indicando que se não houver equação do problema, as consequências vão refletir nos serviços. É um problemão a se buscar solução”. Ceron observou que existe uma ação no Ministério Público (um procedimento no caso) que vai apontar se o município vai ajudar ou não a Transul. “Estamos vendo com cautela. Estamos olhando o touro e a taipa, os dois lados, para definir essa situação”.

POLESE RELATA AS OBRAS

Embora motivo de algumas reclamações pela morosidade, as obras ‘em andamento’ foram o foco da fala do vice-prefeito Juliano Polese. Citou sobre obras em vias como Rua Independência, Irmão Joaquim e até a respeito da novela que envolve o Complexo Ponte Grande.

Ceron citou que o calendário eleitoral impediu que algumas obras previstas no pacote anunciado ano passado tivessem a burocracia vencida. Assim, vias como a Avenida Joaquim Goulart (Pisani ao Tributo) não será contemplada nas revitalizações de imediato

Conteúdo: Daniel Silveira – Notícias Online

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *