Geral

Desembargador pede para sair do TJ/SC

DECISÃO SURPREENDE O MUNDO JURÍDICO COM REPERCUSSÃO NO STJ E STF

Era abril de 2011 (há 10 anos) que o então advogado Ronei Danielli era escolhido desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, pelo chamado quinto constitucional por encaminhamento da OAB/SC. Começava ali uma carreira no Poder Judiciário daquele que já fora procurador municipal e bastante atuante na advocacia. Em seu Mestrado na área de Políticas Públicas, Ronei Danielli escreveu a tese sobre A Judicialização da Saúde no Brasil. O então ministro Teori Zavascki (STF) escreveu o prefácio da obra. Ambos eram amigos e vizinhos de municípios (Teori nascido em Faxinal dos Guedes e Danielli em Xanxerê).

PEDIDO DE EXONERAÇÃO NO TJ/SC

Numa das sessões do final de março deste ano, o desembargador Ronei Danielli surpreendeu seus pares e o Judiciário. Apresentou pedido de exoneração do cargo. Disse que pretende priorizar a família e os projetos pessoais e sociais. Sua decisão recebeu um lamento do Ministro Dias Toffoli (STF) e do Ministro Rogério Schietti (STJ). “A magistratura de Santa Catarina sofrerá um desfalque enorme, mas seguramente os novos caminhos de Ronei serão também marcados por sua incomum capacidade de expressar sua competência e denodo em seus passos. Boa sorte ao amigo”, pontuou Schietti.

Desembargador Ronei Danielli e uma decisão absolutamente incomum de, aos 46 anos, deixar uma das funções mais importantes e cobiçadas do Judiciário em âmbito de Santa Catarina

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *