Geral

Lages: Dúvidas sobre estimativa do IBGE

Na semana em que o IBGE divulgou outra estimativa anual apontando que no período de 12 meses a cidade de Lages ficou 199 habitantes menos povoada, retorna também a dúvida com esses dados de sermos apenas 157.544 viventes na paróquia.

QUESTIONAMENTO

É que há uma infindável quantidade de novos imóveis no período de 10 anos, com prédios, casas, condomínios, loteamentos, oportunizando mais unidades habitacionais na cidade. E que povo é esse que ocupa a cidade e não conta como habitante?

REGISTRE-SE QUE…

Há uma ‘população flutuante’ que não é considerada habitante local. São cerca de 15.000 universitários que estudam no Centro Universitário Unifacvest, campus da Udesc (CAV) e Uniplac. Gente que pela transitoriedade, segue sendo habitante de sua cidade de origem. Mesmo assim, ainda não há dúvida que somos bem mais que 157.544 nativos com residência e domicílio definitivos nestas terras.

EXPLICAÇÃO

A estimativa do IBGE é técnica. Aqueles que tabulam esses dados não inventam. A estimativa anual é feita com base na oscilação do habitante entre os dois últimos Censos. Portanto, a estimativa considera quantos moradores éramos no ano de 2001 (penúltimo Censo) e em 2010 (último Censo). E no intervalo desses dois Censos, Lages não teria crescido populacionalmente. É essa patinada habitacional que é considerada todo ano como referência para a estimativa.

PORÉM, OBSERVEM

O levantamento em 2010 pode não ter sido assim tão preciso:

“Trabalhei com recenseador no ano de 2010, e sei de várias regiões, que nos últimos 15 dias do prazo para o fim do recenseamento, foram preenchidas no modo ‘automático’ pelos funcionários. Isso surgiu de uma ordem dos ‘chefes’, pois não haveria tempo hábil para entrar em contato e visitar todos os moradores”.

‘BOICOTE’ DO CENTRO

A mensagem aponta dificuldade para recensear moradores da área central de Lages “onde é histórica a não adesão dos moradores dos prédios à visita dos coletes azuis“.

 

Aliás, se considerar os dados oficiais do IBGE, conforme o estudo acima do Sebrae (que você pode acessar aqui), Lages tem 2 mil habitantes a mais que há 39 anos (1980)

DE TUDO ISSO, OLHO EM 2020

É fundamental que entidades, instituições, poder público e a população se mobilizem para o Censo de 2020. Não se trata de querer ter mais habitantes que os dados reais. Mas de ter o quantitativo fiel à realidade. Até porque são esses números que orientam para o acesso a recursos estaduais, federais e convênios que vão repercutir em prestação de serviços a todos os lageanos.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *