Geral

Lages: Emprego desacelera em julho

MAS OS DADOS DO ANO AINDA SÃO EXCELENTES EM TERMOS DE GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS, SEGUNDO O CAGED. CIDADE GEROU MAIS DE 1.500 EMPREGOS EM 2021

Depois de um mês de maio espetaculoso em termos de geração de empregos formais (com CTPS assinada) em Lages, a curva da metade do ano deu uma desacelerada. Não há índices negativos (demitir mais que empregar), mas os números são mais modestos. Junho gerou 126 vagas de trabalho formal e o segundo semestre iniciou ainda mais discreto. Foram 19 vagas geradas a mais que as demissões em julho.

SEMESTRE DE ENCHER OS OLHOS

Apesar da derrapadinha de abril com 24 vagas fechadas a mais que as contratações, Lages tem dados para comemorar quando o assunto é geração de emprego formal. Foram 1.524 vagas de trabalho geradas nos primeiros seis meses do ano a mais que as demissões ocorridas.

POR SETOR DA ECONOMIA

Setores da construção civil e serviços foram os que fecharam no vermelho em julho. O primeiro demitiu mais que contratou 23 trabalhadores. Os serviços fecharam 10 vagas no sétimo mês do ano. O comércio com 66 vagas a mais e a indústria com 72 admitidos a mais que os demitidos, impediram que julho fechasse no vermelho.

Um retrato de arquivo feito pelo advogado João Matias da paróquia para ilustrar o post sobre a geração de empregos no mês de julho. A fonte da informação é o Novo Caged (Ministério da Economia)

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *