Geral

Emprego: Trimestre ruim para Lages

ENTRE JUNHO E AGOSTO CIDADE DEMITIU BEM MAIS DO QUE CONTRATOU, CONTRARIANDO TENDÊNCIA ATÉ MAIO

O mês de agosto foi ruim, muito ruim para Lages no quesito geração de empregos. Na matemática de contratações e demissões, a cidade fechou no vermelho com 157 vagas a menos de empregos. Isso que em junho já foram registradas 29 vagas fechadas e julho somou 47 vagas abertas. No somatório do trimestre, o saldo é negativo: Foram 139 vagas fechadas a mais que as contratações entre junho e agosto.

DADOS DESTOAM DA CRESCENTE ATÉ MAIO

Se a partir de junho os dados sobre geração de empregos em Lages não são nada positivos, até maio a economia da cidade vinha numa crescente. Para se ter ideia, em janeiro foram geradas 469 vagas a mais que as demissões. Fevereiro apresentou 304 vagas a mais e março 149 vagas positivas. Depois abriu apresentou leve recuada com 72 vagas a mais e maio voltou a registrar excelente saldo com 308 vagas geradas a mais que as demissões. Mas a partir de então, os dados não têm sido tão bons.

O SALDO DO ANO

Por causa da gordurinha acumulada dos bons dados de janeiro a maio, Lages ainda está bem em termos de geração de empregos entre janeiro e agosto. São 1.163 vagas geradas a mais que as demissões ocorridas. Mas não fossem os dados ruins a partir de maio, poderíamos estar perto de 2 mil vagas geradas a mais que as demissões nos primeiros oito meses do ano. No somatório entre setembro do ano passado e agosto deste ano, temos 1.450 vagas geradas a mais que as demissões nesse intervalo de 12 meses.

Comércio, indústria, construção e agropecuária respondem pelos dados negativos da geração de empregos em agosto. Esse último setor (Agronegócios) fechou 191 vagas. O setor de serviços foi o único positivo na economia de Lages em agosto com 52 vagas de empregos geradas a mais que as demissões.

A fonte das informações é o Caged e os dados consideram apenas carteiras de trabalho assinadas

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *