Geral

Exército e o alvoroço depois do almoço

PRESENÇA DE PRANCHAS COM TANQUES E OUTROS VEÍCULOS, INCLUSIVE BÉLICOS, CHEGANDO A LAGES, CAUSOU ALVOROÇO

Houve quem fosse correndo para o acampamento patriota montado na Praça Batalhão Rodoviário (ao lado do viaduto da Duque) e nas redes sociais foram disparadas mensagens no estilo ‘eles estão chegando’. A referência foi à chegada de um comboio logístico do Exército Brasileiro cuja informação oficial indicava a passagem por Lages com destino a Nova Santa Rita/RS. Ainda na informação consta que esse deslocamento do Rio de Janeiro ao Rio Grande do Sul ocorre pelo litoral, mas com a interdição da BR-376 na divisa de SC e PR, adotou-se o itinerário alternativo por Lages.

A fotomontagem do vídeo de rede social elaborada pelo portal SCC10 com o tanque de guerra e até canhão numa prancha chegando em Lages com a devida escolta da PRF

CRENÇA EM RAZÃO MAIOR PARA A MOVIMENTAÇÃO

“Então essa movimentação é normal, é? Vocês vão ver o normal o que é que vai dar”. A mensagem foi compartilhada por um empresário no final da tarde da quarta-feira, acreditando que há mais motivos que a informação oficial compartilhada sobre a presença de blindado e canhão chegando na unidade do Exército em Lages. Na verdade, aqueles que acreditam na intervenção das Forças Armadas, diante da insatisfação do resultado da eleição, veem qualquer gesto ou ato como indício de que, nos próximos dias haveria alguma alteração em relação ao cenário que está posto. A nós cabe respeitar os pensamentos discordantes, protestos e até crenças em alterações daquilo definido nas urnas e noticiar os fatos e atos.

Essa movimentação ocorreu há um mês e uma semana em Lages. Parte dos protestantes permanece na praça perto do 1.º Batalhão Ferroviário. A passagem da logística bélica do Exército na frente do acampamento foi recebida com aplausos e crenças que, de fato, haveria algo novo em relação aquilo que tem se reivindicado (pelos protestantes) às Forças Armadas.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *