Geral

Fiesc participa de pauta com Bolsonaro

ENTIDADE INTEGROU AGENDA DA CNI QUE ENTREGOU DOCUMENTO COM 11 EIXOS PARA RETOMADA DA ECONOMIA

Seja Bolsonaro reeleito ou Lula o novo Presidente da República, ambos têm nas mãos o documento elaborado pelo setor produtivo do País que coloca 11 eixos de políticas e ações de Estado para a retomada econômica. Um dado resume a importância da indústria na economia brasileira: para cada R$ 1,00 investido pelo setor, o impacto gera a movimentação de R$ 2,43 na economia em geral.

EIS UM DADO INCONSTESTE

“A desindustrialização é danosa para toda a economia brasileira, sobretudo devido à capacidade que o setor tem de multiplicar riquezas. Cada R$ 1 produzido pelo setor industrial movimenta outros R$ 2,43 na economia. Na agricultura são adicionados R$ 1,75 e nos setores de comércio e serviços, R$ 1,49. O setor industrial tem a capacidade de puxar o crescimento dos demais setores por possuir cadeias produtivas longas e ser o grande indutor de inovações da economia. A indústria é responsável por 71,8% das exportações e 68,6% dos investimentos privados em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D)”.

DADOS DE ANTES – O setor industrial chegou a ser responsável por 48% do PIB brasileiro na década de 1980. A indústria de transformação, que em 1985 representava 36% do PIB, terminou o ano de 2021 com apenas 11% de participação na produção nacional.

DADOS ATUAIS – O setor arca com 38% do recolhimento de impostos federais, contribuições previdenciárias e ICMS. A indústria responde por 22,2% do PIB.

O QUE LULA E BOLSONARO TÊM NAS MÃOS?

Ambos os candidatos receberam o documento com os 11 eixos de investimentos para a retomada econômica, acelerando a produção industrial. A participação do Estado (Governo) se concentraria nos seguintes itens:

Tributação

Comércio exterior

Infraestrutura e logística

Compras governamentais

Financiamento e garantias

Inovação, ciência e Tecnologia

Modernização de marcos regulatórios

Meio ambiente e eficiência energética

Aperfeiçoamento da legislação trabalhista

Desenvolvimento e capacitação de recursos humanos

Melhoria do ambiente de negócios e segurança jurídica

Presidente da Fiesc (seta), Mário Cezar de Aguiar com Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes na agenda desta semana no DF apresentando os 11 eixos da indústria para retomada do crescimento

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *