Geral

Filantropia: Perdemos a Tia Laura

Conhecemos Tia Laura lá nos idos dos anos 2000, quando testemunhamos um pouquinho do que era seu trabalho voluntário para ajudar aos mais carentes. Nos arredores do bairro Morro do Posto ela sempre foi sinônimo de uma mãezona que estendia a mão ajudando a todos, indistintamente. Aquele olhar meio místico de Tia Laura se recolhe do plano terreno, mas suas ações devem ser lembradas porque, com sua dedicação, constitui-se exemplo de que, independente do poder aquisitivo das pessoas, é possível ajudar quem tem necessidade. Aliás, necessidade principalmente alimentar.

Lauracy Proenço de Mello, Tia Laura, somava 81 anos de vida, sendo boa parte dessa caminhada ajudando aos mais necessitados. Solidariedade à família e reverência à memória desse ser iluminado que fez parte da vida de muitos lageanos, acolhendo naqueles momentos da maior necessidade.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *