Geral

Gravidade das ameaças de otaciliense

MANIFESTAÇÃO DO PRESO PELA PF É CRIMINOSO EM TODO SEU TEOR. ELE FALA EM EXISTÊNCIA DE GRUPAMENTO E EMPRESÁRIO QUE ESTARIA PAGANDO PELA ‘CABEÇA’ DE MINISTRO

O assunto poderia ficar num cantinho porque o teor passa impressão de certa falta de lucidez nas palavras. Mas como se vive numa sociedade onde, na dúvida, os aparatos de segurança do chamado Estado de Direito precisam proteger o coletivo, houve ressonância nas palavras do otaciliense citadas durante live na plataforma da rede social Tik Tok e no Youtube.

TRECHOS DAS AMEAÇAS

Embora aponte que não iria citar a cidade onde reside, o otaciliense relata que um vereador teria ido na delegacia (no caso de Otacílio costa) registrar um B. O. contra ele. Aponta que, na frente do delegado deixou claro: Se o vereador registrasse a ocorrência, teria seus ossos todos quebrados pelo declarante. Na live ainda cita: “Nós temos um grupamento no Brasil que nós vamos caçar ministros em qualquer lugar que eles estejam”.

A PARTE MAIS GRAVE

Na live, o cidadão que teve a prisão efetuada pela Polícia Federal de Lages aponta: “Não vou falar agora quem é, mas existe, pode me torturar, mas tem um empresário grande aí que tá oferecendo, tem até uma grana federal que vai sair o valor pela cabeça do Alexandre de Moraes. Vivo ou morto ele vai ser… pra quem trazer ele. Então, o Brasil demorou, mas aconteceu. agora no Brasil, o ministro do Supremo vai ter que ser assim, eles vão, eles vão, vai ter prêmio pela cabeça deles, tá certo?”

O assunto ganhou repercussão nacional por causa do teor absolutamente ofensivo e criminoso. O autor das ofensas está no Presídio de Lages e um inquérito deve apurar se suas declarações têm fundamento (como o nome do empresário que teria encomendado a morte do Ministro do STF).

Compartilhe

1 comentário para: “Gravidade das ameaças de otaciliense”

  1. Os denfensores do Bolsonaro acham que podem falar oque quizer não é bem assim ainda tem quem manda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *