Geral

Há 7 dias Ana Júlia era assassinada

E AUTOR DOS DISPAROS SEGUE FORAGIDO COM A POLÍTICA, APARENTEMENTE, AGUARDANDO QUE O ASSASSINO APAREÇA POR LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE

Hoje, quarta-feira, 23 de junho, às 13 horas, completa exatamente uma semana, 7 dias, desde que o ex-namorado de Ana Júlia Floriano adentrou ao apartamento onde estava a jovem no prédio da rua Frei Rogério e efetuou disparos causando sua morte. Passou o período do flagrante. Passou o período de buscas da Polícia Militar. Passou a comoção coletiva diante de crime de feminicídio tão brutal. E nada das autoridades policiais darem resposta à sociedade sobre a prisão do referido crime.

O sumiço do autor do crime causa estranheza porque em épocas onde as informações são cruzadas, telefones são rastreados, pessoas localizadas em qualquer local, não há de se considerar normal que alguém aparente ter sido simplesmente tragado pela terra, sumindo, desaparecendo, sem vestígios, num lapso temporal tão longo assim. Respeita-se imensamente o trabalho de investigação de nossas forças de segurança, mas da mesma força, aguarda-se resposta em nome da necessária aplicação daquilo que determina a norma.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *