Geral

Santa Clara: Há 100 dias sob intervenção

E PERIODICAMENTE A INTERVENTORA DO HOSPITAL DE OTACÍLIO COSTA APRESENTA DADOS NA TENTATIVA DE SANEAR AS DÍVIDAS

Segunda-feira, dia 16 de agosto, completará 100 dias que o Hospital Santa Clara, através de um decreto do prefeito Fabiano Baldessar (MDB) foi submetido a uma intervenção administrativa. O objetivo foi tentar sanear as contas da instituição, diante de um risco de insolvência que impediria a manutenção de serviços e, por tabela, o atendimento aos moradores de Otacílio Costa e Palmeira.

PRAZO DA INTERVENÇÃO

A medida por ser ampliada, diante da realidade encontrada, mas a previsão inicial do decreto é de que a intervenção administrativa se estenda até dia 6 de novembro (180 dias). As dívidas totalizadas pela interventora Beatriz Mesquita Alves, pontam um somatório superior a R$ 6 milhões (equivalente a um ano daquilo que o hospital obteve de receita no mês de julho, por exemplo). O maior débito é de energia elétrica, chegando a quase R$ 1,9 milhão.

Dentro da preocupação e obrigação com a transparência, aqui estão os dados da dívida do hospital Santa Clara. Eram R$ 6,6 milhões em maio e foram pagos pouco mais de R$ 900 mil até agora, restando ainda um débito de R$ 5,7 milhões devidamente discriminado acima

O HOSPITAL É DEFICITÁRIO

Considerando uma dívida trabalhista de R$ 12.939,00 e ainda débitos com parcelamentos de FGTS, INSS e IR que totalizam mais de R$ 140 mil, o hospital Santa Clara apresentou em julho uma despesa de R$ 694.405,74. E a receita totalizada (e discriminada abaixo) chegou a R$ 408.373,82. Esse equilíbrio mensal a interventoria terá que buscar uma solução, além de buscar uma forma de amenizar as dívidas existentes de tempos anteriores.

Porque é final de semana não buscamos a informação da ausência de valores na doação da Klabin, porque a gigante sempre ajuda o hospital de Otacílio Costa com uma doação mensal e deve haver alguma explicação para não constar valor na prestação de conta de julho em relação ao apoio da citada empresa.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *