Geral

IDEB: As melhores nota em Lages

É O ÍNDICE AVALIADOR DA QUALIDADE DO ENSINO

Criado há 13 anos, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB, constitui-se numa das primeiras iniciativas brasileiras para medir a qualidade do aprendizado nacionalmente e estabelecer metas para a melhoria do ensino. A cada dois anos, a partir de testes aplicados, é medida a qualidade de ensino em estudantes em anos finais de formação por etapas (4.ª série e 5.º ano | 8.º e 9.º ano | 3.º ano do ensino médio).

NOTAS DE LAGES

Considerando apenas as duas redes públicas (Estadual e Municipal), o IDEB de 2019 divulgado nesta semana apresentam os seguintes indicativos de Lages:

REDE MUNICIPAL

4.º e 5.º ano – média 5,7

8.º e 9.º ano – média 4,9

REDE ESTADUAL

4.º e 5.º ano – média 5,8

8.º e 9.º ano – média 5,3

MÉDIAS DAS MELHORES

A escola com menor média do IDEB do ano passado com dados divulgados é a Professor Jorge Augusto Neves Vieira. A referida escola obteve média de 5,0. As melhores médias divulgadas entre as estaduais são as seguintes:

1.ª – Colégio Aristiliano Ramos – média 6,9

2.ª – Colégio Frei Nicodemos – média 6,4

3.ª – Colégio Belisário Ramos – média 6,4

Em relação às escolas municipais, a escola Izidoro Marin obteve a menor média fixada em 5,0 (nas séries iniciais). Porém, é uma nota expressiva, considerando que a escola atingiu a meta, visto que a nota anterior (2017) foi de 4,7. A próxima meta da Izidoro Marin será de 5,3 na próxima medição ano que vem. As três melhores médias entre as municipais:

1.ª – Escola Ondina Neves Bleyer – média 6,8

2.ª – Escola Nossa Senhora da Penha – média 6,5

3.ª – Escola Suzana Albino França – média 6,4

OBSERVE-SE QUE…

Todas as escolas têm metas indicadas previamente para cumprir em relação às notas que são fixadas para o biênio seguinte. E embora com notas diferentes – e algumas com médias melhores – todas cumpriram as metas estabelecidas, evidenciando o esforço coletivo, especialmente dos educadoras, para esse reforço na qualidade do ensino.

P. S.

Em havendo alguma inconsistência nas informações, fiquem à vontade para corrigir, visto que se trata de dados técnicos e o objetivo da divulgação não é negativar aquilo que vem sendo feito para aprimorar a qualidade de ensino, inclusive considerando o fato das escolas avaliadas terem atingido as metas fixadas previamente.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *