Geral

Imetro combate fraudes em postos em SC

40 BOMBAS FORAM INTERDITADAS. FRAUDES FORAM REGISTRADAS EM BLUMENAU E POMERODE. A FISCALIZAÇÃO ABRANGEU 20 MUNICÍPIOS

Enquanto vereadores em Lages pressionam para que o Procon tenha fiscal (o órgão não possui e por isso não pode fiscalizar), desconhecem que há outras formas de fiscalização do setor de combustíveis e que isso vem sendo feito. É o exemplo da megaoperação de combate às fraudes na fiscalização dos postos de combustível que mobilizou as equipes do Imetro/SC.

ABRANGÊNCIA

Com atuação em 151 postos de 20 municípios, foram fiscalizadas 1.377 bombas medidoras, sendo 40 interditadas e 91 reprovadas. Os peritos detectaram fraudes eletrônicas em Blumenau e Pomerode. “O Imetro-SC tem trabalhado com empenho na fiscalização dos direitos do consumidor, atuando para detectar fraudes, sejam elas mecânicas ou eletrônicas“, ressalta Rudinei Floriano, presidente do Instituto.

MULTA DE ATÉ R$ 1.500.000,00

Entre as 40 bombas medidoras interditadas, em seis foram detectadas fraudes eletroeletrônicas (duas em Pomerode e quatro em Blumenau). Os equipamentos vão ficar lacrados até o reparo. Os donos dos estabelecimentos recebem notificação e respondem a procedimento administrativo. A multa pode chegar a até R$ 1,5 milhão.

FRAUDE: MENOS COMBUSTÍVEIS NO TANQUE

A falsificação permite a manipulação do interruptor de ajuste do fornecimento da quantidade de combustível que passa pela bomba. “Consiste na manipulação de dois fios elétricos que permitem burlar o sistema de controle da quantidade de combustível sem violar o lacre de proteção, entregando volume inferior ao pago pelo cliente”, explica Floriano.

Técnicos do Imetro têm especialização para conferir eventuais práticas onde se coloca menos combustível no tanque que aquilo que o dono do veículo paga

EM TEMPO

Essa fiscalização do Imetro abrange os postos de combustíveis de Lages também onde é feito conferência de bombas e quantidade de combustível. Não há registro atual de irregularidade.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *