Geral

Jovem é o 36.º caso de Covid-19 em Lages

Na tarde de domingo o Gabinete de Controle do Covid-19, cuja uma das estratégias é uma live (ao vivo) informativa às 17 horas diariamente, colocou a tradicional conversa do prefeito Antônio Ceron num resumo informativo sobre a doença em Lages. A prosa iniciou confirmando mais um caso do novo coronavírus, tendo a cidade chegado a 36.

SOBRE OS CASOS

O caso confirmado no domingo é de um jovem, cujos detalhes, naturalmente, não foram informados em nome da preservação da pessoa atingida pela doença. Desses 36 casos confirmados em Lages, mais da metade (exatos 21) já está completamente recuperada. Nenhuma precisou de UTI e 9 dos pacientes trouxeram a doença em viagens fora da cidade. Há, portanto, 27 casos de transmissão comunitária.

CERON, OTIMISTA E CAUTELOSO

Durante a live sobre atualização de dados e informações sobre o novo coronavírus, que a Rádio Clube FM divulgou em tempo real, o prefeito respondeu indagações e fez ponderações sobre a doença.

Esse registro é de arquivo. Na apresentação deste domingo, o jornalista Pablo Gomes e o prefeito Ceron estavam de máscaras. Pincelamos algumas frases daquilo que o Gringo abordou:

QUASE 100%

“98% das pessoas estão usando máscaras em Lages. Você anda na rua e percebe essa adesão”.

ATENDIMENTO

“Com o novo desenho da regional da Saúde, todo mundo, de Concórdia para cá acaba se socorrendo em Lages (…). Embora a central acabe ficando em Joaçaba, o atendimento é em Lages”.

AULAS VOLTAM?

“Do ensino médio para cima – ensino médio, técnico superior – no dia 1.º de junho volta. É um sentimento meu. Mas o ensino infantil e fundamental, se a situação em junho for a mesma de hoje, se dependesse de mim, não voltaria. É uma opinião”.

TRANSPORTE COLETIVO

“Até 31 de maio eu não vejo nenhuma condição de voltar a funcionar. Se em junho tivermos números bons, quem sabe. Neste mês de maio não. Não espere no mês de maio. Eu acredito que a partir de 1.º de junho”.

FORÇA TAREFA

“É um pouco de maldade daqueles que estão dizendo que estamos fechando comércio (…). Foram dois casos de orientação. Nenhuma multa. O trabalho é de orientação. Agora se aqueles fiscalizados ignorarem a regra, temos uma cidade para proteger”.

RECANTO DO PINHÃO

“O problema não é recanto, casamento… o problema é se aglomerar gente. Mas se em julho estiver tranquilo podemos fazer algo para valorizar os artistas. Mas em junho é descartado”.

SEM ENCRENCA POLÍTICA

“Em Lages, graças a Deus, não temos aqueles distúrbios políticos que não em outros centros. Em Lages não tem isso. Tudo está centrado para recuperar a força da geração de empregos, da recuperação”.

PROFISSIONAIS DA SAÚDE

“Se em Lages depender das 1.500 pessoas que atuam na Saúde, não vai ter caso. Temos um grupo de profissionais trabalhando muito e garantindo isso. Mas depende da população, da conscientização, da adesão”.

SEM UTI, NOTA 1000 AO LAGEANO

“A evolução do Covid-19 vai depender do comportamento das pessoas. Estamos chegando ao fechamento do segundo mês sem nenhum óbito, nenhum na UTI (…). Vamos agradecer Deus, cada um na sua religião, permita que a gente venha passar bem, sem precisar chorar nenhuma perda. Como até agora o lageano se comportou. Nota 1.000, tenho certeza que vamos passar mais uma semana bem”.

Registro do jornalista Pablo Gomes na atuação da força tarefa com PM, Defesa Civil e outros entes percorrendo igrejas (foto), bares e outros estabelecimentos para cobrar atendimento às regras de distanciamento social

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *