Geral

Judiciário: Nota sobre prisões em Lages

TRÊS PESSOAS FORAM PRESAS POR CINCO DIAS, ENQUANTO TRANSCORRE INVESTIGAÇÃO QUE ENVOLVE IRREGULARIDADES NO CUMPRIMENTO DE PROCEDIMENTOS DE BUSCA E APREENSÃO

A ação foi deflagrada na segunda-feira, 01. Nesta terça-feira, até para não prevalecer a indústria do boato, foi expedida a seguinte nota:

“A Justiça Criminal da Comarca de Lages decretou a prisão temporária, por cinco dias, de um servidor público lotado na comarca local e de outras duas pessoas, todos investigados em procedimento que apura a prática dos crimes de associação criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa e falsidade ideológica.

Narra o pedido do Ministério Público que o servidor, na função de coordenador da Central de Mandados, obtinha valores de diligências de mandados não cumpridos em ações de busca e apreensão.

A unidade determinou ainda a suspensão do exercício da função pública do servidor e o bloqueio de senhas de uso pessoal, de sistemas internos e externos vinculados ao Poder Judiciário, além da quebra de sigilo bancário. O processo tramita em segredo de Justiça.

A direção do Fórum da comarca de Lages, por sua vez, já solicitou ao Tribunal de Justiça a abertura de procedimento disciplinar para apurar a conduta do servidor no âmbito administrativo, que deverá ser aberto nos próximos dias”.

Observe-se que estamos falando de situação no âmbito da Justiça Estadual onde foi feita investigação cujos desdobramentos estão ocorrendo. O nome dos envolvidos, por questões legais, não podem ser divulgados.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *