Geral

Lá se vai mais gente da nossa gente

MAIS DE 200 MORTOS NA SERRA E AS PERDAS LAMENTÁVEIS

Antes de terminar o domingo veio o boletim atualizando os 65 mortos nos 17 municípios da Amures e outros 138 em Lages. Antes de fechar a quinzena de dezembro ultrapassamos o lamentável número. São 203 famílias de luto pela perda de um ente querido. Alguns desconhecidos para nós, mas de significado enorme no seio de seus familiares, amigos e comunidade. E outros da vivência nesta labuta diária.

GENTE COMO O LACERDA

Ele integrou a diretoria do Sindserv e convivemos com ele nos tempos da política do começo da década passada. Tomaes Lacerda era aquele vivente estilão lageano, sempre contente, acessível, bom de prosa. A Covid-19 o retirou do convívio dos seus e da comunidade onde estava inserido. Assim como todas as outras vítimas fatais da doença, uma perda, grande tristeza.

Eis o Lacerda das peleias na Penha, no Paço, na política. Esteja com Deus, meu querido!

OUTRA PERDA

Cada vez que o encontrava lascava aquele trocadilho que nem tinha mais graça:

– Será o Benedito?

Quantas conversas trocamos com o Dito sobre a polêmica da licitação das funerárias. Assunto o inquietava, mas acreditava numa solução juridicamente técnica, mas ao mesmo tempo de bom senso. A Covid-19 o levou antes dos desdobramentos. Não precisava ter se preocupado, meu velho. A vida é isso, o tal sopro!

***

SOBRE PERDAS E LAMENTOS, A MENSAGEM

NA IMAGEM DAS REDES SOCIAIS DO GRUPO SCC

É isso e solidariedade aos familiares daqueles que estamos perdendo pelo caminho!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *