Geral

Lageanos em lados opostos na reforma

ENQUANTO JULIANO CHIODELLI ATUOU NOS BASTIDORES DA ALESC PELA APROVAÇÃO, MARCIUS VOTOU CONTRA O PROJETO

Ao detalhar números e bastidores da aprovação da reforma da previdência estadual, a Assessoria do Governador Moisés informou que o Subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, foi um dos escalados para acompanhar as tratativas de bastidores no encaminhamento do projeto. Missão era conferir se estava tudo dentro da normalidade o andamento dos projetos, se os parlamentares tinham alguma dúvida sobre a matéria e o trâmite em geral, inclusive fazendo a interlocução direta com o governador Moisés. Esse trabalho em conjunto com o secretário Eron Giordani (titular da Casa Civil) restou exitoso, visto que o projeto, mais importante para Santa Catarina que para o próprio governo, foi aprovado com uma larga margem de votos.

Chiodelli, nos bastidores da Alesc, numa missão exitosa para aprovar um dos projetos mais emblemáticos para as finanças do Estado

POR OUTRO LADO

Considerado um parlamentar com o qual não se pode contar como parceiro para qualquer projeto nas internas do Governo do Estado, o lageano Marcius Machado confirmou isso na votação da reforma da previdência. Como advogado, cientista político, conhecedor da realidade previdenciária quer em âmbito de município, Estado ou União, o parlamentar tem conhecimento que o sistema é perverso e inviável dentro do modelo que vinha sendo construído. Tanto que os servidores federais foram ‘castigados’ pelas novas regras, os estaduais estão sendo e os municipais com regime próprio serão, para tornar possível que recebam benefícios no futuro. Marcius sabe disso. Mas mesmo assim resolveu votar contra a reforma. Na rede social ele justificou:

“O problema não está nos professores, policiais civis, servidores da saúde e demais servidores da base, mas sim no topo da pirâmide. Precisamos respeitar nossos trabalhadores que dedicam suas vidas por Santa Catarina”.

Marcius foi um dos 9 votos contra a reforma da previdência. E isso já era esperado pelo Governo. a gente só não entendeu a justificativa acima. Se ele quiser traduzir, fique à vontade porque deve ter seu sentido!

EM TEMPO

A reforma da previdência estadual era algo tão necessária, independente de questão política, que nenhum daqueles pré-candidatos a governador que estão ‘no mercado’ foi para as redes sociais criticar a providência. Até porque, caso este ou aquele – e não Moisés – vença a eleição ano que vem, vai se beneficiar do que fora aprovado pela possibilidade de destinar dinheiro que hoje se gasta com o sistema previdenciário para áreas diversas como saúde, obras e ações diversas.

***

Abaixo conteúdo publicitário!

PERTO DE TUDO!

PLANEJADO PENSANDO EM VOCÊ

EMPREENDIMENTO TERRA ENGENHARIA

Imagem real do andamento das obras do Residencial Bérgamo nesta metade do ano de 2021

O Residencial Bérgamo foi planejado pensando em seu conforto, bem-estar e privacidade, utilizando os espaços de maneira eficiente e inteligente. Destinado a atender diversos públicos, unidades de 2 e 3 dormitórios com opção de suíte, salão de festas mobiliado, academia, brinquedoteca e playground, além de uma área de coworking e sala de reuniões para atendimento home office, que poderá ser agendado por aplicativo do condomínio.

Registro Incorporação: R3/41196

Compartilhe

1 comentário para: “Lageanos em lados opostos na reforma”

  1. como sempre os que ganham menos pagarão para os que mais ganham. essa reforma é necessária, porém foi extremamente injusta com muitos servidores. veremos as respostas nas urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *