Geral

Lageanos na despedida de Moisés do PSL

GOVERNADOR REUNIU ALIADOS PARA INFORMAR SOBRE DESFILIAÇÃO DO PARTIDO PELO QUAL SE ELEGEU EM 2018

Lideranças de várias partes do Estado estiveram com o governador Moisés. O convite para a prosa foi uma estratégia do pré-candidato à reeleição numa manobra política de deixar o PSL sem perder os aliados que conquistou dentro da sigla. Nesse sentido recebeu o apoio inclusive de lideranças lageanos, presentes nessa espécie de despedida de Carlos Moisés do PSL. O governador fica sem partido, por enquanto, até definir em que sigla se filiará para disputar a reeleição em 2022.

LAGEANOS PRESENTES

Uma comitiva de lageanos esteve presente no encontro com o governador Moisés. Lá estavam os vereadores Gabriel Córdova, Bruno Hartmann e Nei Casa Nossa, eleitos no pleito de 2020. Ainda o presidente do PSL, Luiz Marin, o subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli e o Assessor de Governo Lucas Neves.

Presidente do PSL, Luiz Marin, Chiodelli, os três vereadores do PSL e Lucas Neves com o governador Moisés

PARA ONDE IRÁ MOISÉS?

Não.

Não existe resposta a essa indagação.

Talvez e provavelmente nem o próprio governador Moisés saiba ainda o seu destino político para a disputa eleitoral de 2022. Tem na bagagem uma gestão de resultados e sofrimento. Nas pesquisas de consumo aparece bem posicionado para um embate. É uma ‘noiva’ desejada para qualquer casamento político. Mas uma série de circunstância definirá seu destino partidário. O rumo mais claro aberto é para o PP. Mas isso não está consolidado, até porque tem em Amin o outro nome que, ao seu lado lidera as chamadas pesquisas de consumo para vencer a eleição ano que vem. Embora o próprio Moisés seja exemplo sobrevivente de que pesquisa não decide eleição.

As cogitações para o futuro destino partidário de Moisés passam pelo registro acima

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *