Geral

Lages consegue piorar o que é ruim

MUDANÇA NO TRÂNSITO ENTRE HOSPITAL INFANTIL E PARQUE CONTA DINHEIRO PROVA A FAÇANHA DE LAGES

Pense que você se desloca da parte que mais cresce em Lages (para os lados do shopping) pela BR-282 e na altura do viaduto da Camões quer adentrar ao bairro Coral. Ao chegar na Rua Campos Sales você pega a alça da via marginal paralela ao Hospital Seara do Bem. Aqui começa o desafio…

OCORRE QUE…

Para pegar a Avenida Camões em direção ao Coral, o condutor tem duas opções: adentra ao bairro Gethal ao lado da ‘Igreja do Galo’ e faz dois quarteirões (porque o primeiro é de chão batido) e retorna ao lado da Tyresoles, ou segue pela Camões até a frente do parque Conta Dinheiro (onde não tem rótula, mas retorno aberto), para se dirigir ao miolo do Coral.

SIGNIFICA QUE…

A área de trânsito conseguiu deixar pior algo que já não era bom. A rótula na frente do Seara do Bem (que era ruim, mas o povo já tinha se acostumado) foi eliminada. O local dá acesso apenas aos que sobem pela rua Hercílio Granzotto.

E ASSIM…

Quando lemos no release do Paço que as mudanças foram precedidas de um amplo estudo, não teve como não confiar. Até porque, se há estudo, há providência que norteará a mobilidade. Mas, infelizmente, não é o que está se vendo.

MAS…

Quem sabe ainda melhore porque, embora anunciada a mudança que ficaria pronta até 30 de abril, neste 04 de maio, as coisas seguem improvisadas com demarcações no estilo de esperar o motorista aprovar para depois sacramentar. Se bem que se fosse assim, seria no achismo. E no caso das mudanças, pelo informado, foi a partir de um ‘profundo estudo’.

Aqui a Camões sofre estreitamento com o acesso criado na frente da Dalmolin Pneus (Tyresoles). Mas quem vem do viaduto da Camões, tendo saído da BR-282, precisa ir até o Parque Conta Dinheiro para fazer o retorno

Aqui foi desativada a rótula e se criou essa alternativa para o acesso daqueles que sobem a rua Hercílio Granzotto oriundos do Viaduto da Duque.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *