Geral

Lages-Floripa: Concessão ainda não

JORNALISTA ÂNDERSON SILVA TROUXE A INFORMAÇÃO NO DC ONLINE

Desconhecemos a origem do cálculo, mas num passado recente quando o assunto entrou em debate, calculou-se que na realidade que se apresentava, caso concessionada a BR-282 no trecho entre Lages e Floripa, o valor do pedágio seria superior a R$ 20,00.

E DAÍ QUE…

Com duas praças no trajeto (a cada 100 km se instala uma) uma viagem de ida e volta entre a Serra e a Capital custaria mais de R$ 80,00 ao condutor de carro pequeno. Lógico que esses dados não partem de uma fonte oficial, mas algo próximo a isso se visualizou. Tanto que o DC Online informa, a partir de conteúdo publicado pelo jornalista Ânderson Silva, que:

“A concessão da BR-282, entre a Grande Florianópolis e a Serra Catarinense, ficou ainda mais longe de se tornar realidade. O governo federal retirou o projeto do pacote inicial de 15 trechos federais em estudo para futuros leilões. Doze propostas foram consideradas viáveis, e nenhuma delas fica em Santa Catarina. O Ministério da Economia, responsável pelo Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), diz que o preço do pedágio tornou a concessão da rodovia catarinense inviável”.

QUAL O TRAJETO?

A concessão pretendida compreende desde as pontes na Capital (km 0 da rodovia) até o trevão com a BR-470 (km 310). Diz a reportagem que: Segundo a assessoria de comunicação do PPI, “a primeira triagem de análise de viabilidade econômica – em que se verifica a possibilidade de concessão com tarifas módicas perante o volume de tráfego estimado – mostrou que a concessão do trecho resultaria em valor de tarifa elevado, incompatível com as manifestações anteriores da população local a respeito do pedágio”.

O QUE A GENTE SABE?

O trecho em comento de 310 km teria três praças de pedágio, pela regra de uma a cada 100 km. Ocorre que o fluxo que justificaria uma tarifa mais módica está concentrado apenas nos 100 km da Grande Floripa (Alfredo Wagner a Palhoça). O trecho entre Alfredo e Lages tem fluxo médio (medido pelo Exército) de 5 mil veículos a cada 24 horas em dias normais de tráfego. E esse trecho Oeste, que passa pelo Cerrito, tem menos da metade de tal fluxo. Daí, o movimento é pequeno, torna-se difícil remunerar um contrato sem onerar na tarifa.

Há trechos pontuais de movimento mais intenso, como nessa região bem ilustrava na foto de João Matias, entre a saída de Lages e o acesso a Otacílio Costa

***

TERRA ENGENHARIA APRESENTA:

 MIRANTE DA BOA VISTA E SUAS

ÚLTIMAS UNIDADES À VENDA

Invista ou more bem apostando num empreendimento cujas obras não param até a conclusão completa. A imagem abaixo é neste começo do mês de novembro de 2020. Com a obra bastante adiantada!

As condições de financiamento das unidades remanescentes no Mirante da Boa Vista você pode financiar em até 90% do valor. Registro de Incorporação R3/39.142. 

Informações: contato@terraimoveisltda.com.br

WhatsApp: (49) 99149 2327

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *