Geral

Lages perde o arquiteto João Preto

PROFESSOR TEM HISTÓRIA DE ATUAÇÃO NA CIDADE PARA ONDE VEIO EM 1954

Arquiteto, professor e uma mente pensante lageana. Assim podemos definir João Argon Preto de Oliveira Filho, o gaúcho que deixou Porto Alegre na década de 1950 e veio a Lages realizar um trabalho. Apaixonou-se pela cidade, constituiu família e viveu aqui até seus 89 anos. João Preto faleceu decorrente de complicações de saúde. Uma perda para Lages!

Último registro que temos do engenheiro e arquiteto João Preto foi esse depoimento sobre a revitalização da Praça da Catedral. Ele foi responsável pela repaginação da praça no passado, tendo concebido o monumento a Getúlio Vargas. Nessa manifestação, João Preto concordou com a mudança de local do monumento e destacou a importância da revitalização de espaços, como a referida praça.

O arquiteto veio para Lages em 1954. E quatro anos depois o monumento na frente da Catedral era inaugurado

Zé Rabelo fez esse print de um vídeo quando da demolição da rodoviária velha da D. Pedro II. O projeto foi concebido pelo arquiteto João Preto

Advogado João Matias lembra que o arquiteto João Preto foi o responsável pelo projeto do edifício Centenário (à direita dessa foto de tresontonte). A referida edificação foi o primeiro prédio de Santa Catarina concebido na década de 1960

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *