Geral

Lages tem sobra de vagas em UTI

OCUPAÇÃO DE UTI REDUZ E ATINGE 86%. VACINA ASTRAZENECA E SUSPENSA EM GESTANTES

O próprio prefeito Antonio Ceron foi para as redes sociais compartilhar um índice alentador: 86% de ocupação nos leitos de UTI de Lages. Considerando que já tivemos 100% de ocupação e mais de 30 pacientes em fila de espera pelo internamento, o percentual é absolutamente positivo.

EFEITO DA VACINAÇÃO

Ceron não tem dúvida. Essa desacelerada da pandemia em Lages tem relação com a vacinação. “Com a vacinação em andamento, Lages tem registrado queda na ocupação de leitos de UTI”, escreve o prefeito. Cita – e isso é verdade – que esse cenário é diferente dos últimos meses e mantém o apelo. “Vamos manter os cuidados e seguir vacinando. Ainda não vencemos, mas estamos no caminho certo”.

SUSPENSÃO DA VACINA EM GRÁVIDAS

Secretário Claiton Camargo de Souza compartilhou nesta terça-feira, 11, pela manhã a decisão de suspender a vacinação de mulheres grávidas com doses da vacina Astrazeneca. “A suspensão é temporária até manifestação (e orientação) do Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde”. A Secretaria de Saúde emitiu nota que aponta:

“Por recomendação da Anvisa, através de nota técnica , comunica que a vacinação para gestantes com a vacina AstraZeneca/Fiocruz está suspensa. A orientação determina que “a indicação da bula da vacina da AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Esta recomendação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra Covid em uso no país”. Complementa ainda: ‘A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina por gestantes sem orientação médica’”.

Ceron nesse arquivo com o diretor do Tereza Ramos, Maurício Batalha e o secretário Claiton Camargo: pandemia desacelera em Lages, embora os cuidados precisem ser mantidos

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *