Geral

Lages trata 822 pessoas com Aids

MUNICÍPIO AINDA ATENDE OUTROS 337 PACIENTES DE 15 MUNICÍPIOS DA SERRA

Embora a pandemia da Covid-19 concentre atenções das autoridades de saúde, há outras doenças na pauta da preocupação. Pelo dia mundial de luta contra a Aids (01.12), o assunto foi abordado. Em relação à Lages consta um dado positivo.

FORA DO RANKING

Embora no quadriênio 2012 a 2016 já tenha figurado em 9.º lugar no ranking dos 100 municípios com a maior quantidade de infectados, no ano passado (2019) a cidade ficou de fora da lista. O ranking considera entre outros dados, a taxa de infecção.

RAZÃO DA MELHORA

De acordo com a coordenadora do Programa IST/AIDS/HV, farmacêutica e bioquímica, Kelly Cavani Cardoso, a melhora nos índices se deve à intensificação das testagens rápidas e ações externas do referido programa. Também à parceria da Atenção Primária à Saúde, através das UBS nas testagens nos bairros, dos hospitais e maternidades que instituíram a testagem obrigatória nas gestantes e ampliaram a testagem nos pacientes em geral.

1.159 PACIENTES NA SERRA

Atualmente são 822 pacientes cadastrados em Lages, recebendo tratamento, além de outros 337 portadores em outros 15 municípios da Amures (exceto os pacientes cadastrados em São Joaquim e Otacílio Costa). Ao todo, 98 pacientes de Lages e cidades pertinentes à Amures iniciaram o seu tratamento em 2020, entre os quais, pacientes com diagnóstico novo e outros com diagnóstico mais antigo, mas que ainda não haviam optado por fazer uso da medicação.

Testagem com ajuda de UBS e instituições de saúde em Lages ajudam reduzir índices da Aids na cidade

EM TEMPO

Os dados se referem a pessoas com Aids que estão tendo acompanhamento no tratamento. Naturalmente, e infelizmente, há casos de pacientes que não buscam o tratamento e de outros que têm a doença e ainda não sabem.

Com informações da jornalista Daniele Mendes de Melo

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *