Geral

Vereadores terão 57% de reajuste

SEUS VENCIMENTOS PASSARÃO DE R$ 10.500,00 PARA R$ 16.500,00 A PARTIR DA NOVA LEGISLATURA PARA O TRABALHO DE 4 HORAS POR SEMANA

Foram protocolados os dois projetos de lei estabelecendo novos valores de vencimentos para a legislatura a tomar posse no primeiro dia de janeiro de 2025. Aqueles vereadores que se elegerem em 6 de outubro, terão como subsídio a bagatela de R$ 16.500,00 mensais. E a cada mês de dezembro receberão em dobro, totalizando R$ 33.000,00.

Esse valor ainda será reajuste todo ano com base na inflação acumulada, como tem sido na atual legislatura. Não se trata assim de um montante ‘congelado’ para quatro anos de ‘trabalho’.

ARTICULAÇÃO NAS INTERNAS

O projeto de lei acima vem como o nome dos integrantes da Mesa Diretora da Câmara: Aldori Freitas (Freitinhas), que teria sido ‘aconselhado’ a estabelecer esses novos padrões de vencimentos. E ainda constam os nomes de Robertinho Roque, Gerson dos Santos e José Osni. Todos pré-candidatos à reeleição.

FUTURO PREFEITO

TAMBÉM TERÁ NOVO SALÁRIO

Quem vencer a eleição para comandar a prefeitura de Lages, considerando o Projeto de Lei protocolado na Câmara – e que deve ser aprovado sem dificuldades – também terá novos vencimentos a partir de janeiro. O salário de prefeito será de R$ 36.000,00 e do vice a metade disso. Os secretários municipais não receberão o mesmo salário de vereadores (hoje é assim). Eles terão um vencimento fixo de R$ 13.000,00 mensais.

Aqui estão os novos parâmetros de vencimentos para prefeito e vice a serem eleitos em outubro. Sem o reajuste deste ano, o prefeito Ceron recebe R$ 26.700,00 mensais.

REAJUSTE ENTRE 35% E 57%

Pelos projetos apresentados pelo Presidente Freitinhas, o futuro prefeito receberá um salário 35% maior que o atual. E o percentual ainda é maior para vereador. O reajuste, considerando os R$ 10.500,00 atuais chega a 57% com os R$ 16.500,00 previstos.

JURIDICAMENTE É LEGAL

Do ponto de vista jurídico não há nenhuma incorreção na ideia de alterar os salários dos agentes públicos de Lages. Cabe aos vereadores fixarem os vencimentos para a legislatura seguinte. Eles têm o poder de reduzir os valores em relação ao que se pratica atualmente, manter os vencimentos nos mesmos patamares ou elevar. Os vereadores de Lages optaram por aumentar os salários. E se a maioria concordar, assim será.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *