Geral

Liberada! Sem sinalização e revitalização

Rua paralela ao hospital Tereza Ramos, a Jerônimo Coelho ficou fechada por uma eternidade, enquanto se desdobravam as obras de construção da nova ala. Há um projeto elaborado quando do início da obra do hospital para revitalizar a referida via. Como a rua se tornou uma interligação entre a parte nova e a antiga, com duas passarelas modernas permitindo o acesso aos dois ambientes distintos, a ideia – e o projeto – era entregar uma via a altura daquilo que se projetou para a nova ala.

PORÉM

Como nem a própria nova ala ‘veio ao mundo’ ainda e a revitalização da rua Jerônimo Coelho não saiu do papel, a opção foi liberar a passagem de veículos. Há dois portais (arcos) implantados na travessia antes da chegada às passarelas que interligam as alas nova e antiga do Hospital Tereza Ramos. Tais estruturas objetivam evitar o tráfego de caminhões com altura elevada e que possam atingir as passarelas. Mas se quer há sinalização no local sobre altura máxima permitida. Um improviso típico!

Rua Jerônimo Coelho que era para estar revitalizada. Porém, a via que abriga as passarelas de interligação da ala nova e antiga do hospital Tereza Ramos tem apenas uns arcos que parecem portais para impedir que veículos altos passem e possam danificar as passarelas, enroscando nas mesmas…

Como a passagem de veículos está liberada, a lógica orientaria a colocação de alguma sinalização informando a altura máxima de passagem de caminhões. Até porque, se houver algum enrosco, o prejuízo é grande. E a nova ala que já está nessa lenga lenga pode demorar ainda mais

Compartilhe

1 comentário para: “Liberada! Sem sinalização e revitalização”

  1. Não sei, mas deveriam já ter pensado alguma forma de evitar que desatentos passem com veículos grandes nessa estrutura. E como neste caso sempre estarão passando pessoas por estas passarelas entendo que foi uma falha de projeto não projetar estas passarelas um pouco mais altas ou até mesmo subterrâneas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *