Geral

Lock in Lages: ‘Medida antipática, mas…’

SISTEMA DE DELIVERY TERÁ ALGUMA FLEXIBILIZAÇÃO EM RELAÇÃO À SEMANA PASSADA

Ainda não há detalhes, mas o sistema de entrega em casa terá alguma flexibilização a mais nesta semana, enquanto permanecem as medidas restritivas, especialmente em relação à abertura de estabelecimentos como do comércio em geral.

E…

De qualquer forma, as atividades retornam ao normal somente na segunda-feira, 22. Isso se o COES, a partir da decisão judicial na Capital, não adotar alguma medida mais restritiva em âmbito de Estado.

MEDIDA ANTIPÁTICA

Secretário Claiton Camargo de Souza (Saúde) municiou o prefeito Ceron dos dados. Na segunda-feira 15, pela manhã já se sentia a tendência da prorrogação. Uma pessoa veio a óbito no Centro de Triagem sem conseguir internamento em leito de UTI. Crianças foram internadas, uma delas na UTI do Seara do Bem, com a doença. O número de casos ativos se aproxima de 3 mil em Lages. É o estouro dos índices que leva a essa tentativa de freio pela prorrogação dos decretos. “É uma medida antipática, difícil de tomar, mas que não tem outra alternativa neste momento”, disse o prefeito Ceron.

Na reunião, de olho nos dados…

E a decisão de manter as atividades ditas não essenciais suspensas até dia 19, sexta-feira

Compartilhe

1 thought on “Lock in Lages: ‘Medida antipática, mas…’”

  1. Vamos supor que a medida seja aplicada em todo o estado. Um lockdown de 14 dias, iniciando a partir da próxima segunda. Como que o comércio vai suportar quatro semanas com as portas fechadas. Além disso Chapecó quando decretou tais medidas restritivas, preparou a efapi com leitos de UTI e de enfermaria. E aqui?……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *