Geral

Lockdown: Amures isola Ceron

PREFEITOS DECIDEM MANTER COMÉRCIO ABERTO ADOTANDO ALGUMAS RESTRIÇÕES

Se na metade da tarde de domingo havia intenção de alguns prefeitos em aderir ao lockdown anunciado em Lages, a partir desta terça-feira, 09, inclusive com troca de mensagens para realizar uma assembleia urgente ainda ontem, depois de uma noite de sono os prefeitos repensaram. No encontro virtual da manhã de segunda-feira, 08, a decisão foi por descartar qualquer hipótese de lockdown nos demais municípios da Amures.

‘TOMADOS DE SURPRESA’

De acordo com as informações da Amures, os demais prefeitos da Serra Catarinense foram ‘tomados de surpresa pelo decreto do prefeito Antonio Ceron’. Ainda segundo o decidido, o presidente da Amures, Tito Freitas, fará contato com o prefeito de Lages no início da tarde de segunda-feira, explicando as razões de ninguém aderir à medida adotada no maior município da Serra.

SEGUNDO TITO FREITAS

“A realidade de Lages é diferente da nossa no interior. Somos solidários ao Ceron, mas não podemos fechar e seguir as mesmas restrições”. Ainda segundo as informações, o presidente da Amures, diante de uma situação de quase calamidade, recomenda prudência aos colegas prefeitos antes das decisões. As aulas serão mantidas normalmente, como vinha ocorrendo.

CERON AUSENTE

Por causa dos outros compromissos que o decreto de lockdown exigiram, Ceron não participou da reunião com os demais prefeitos. Com essa posição dos colegas da Serra, o prefeito de Lages ficou isolado em termos de posicionamento mais rígido no combate à pandemia. Num estilo ‘decretou agora aguente’ os demais prefeitos lavaram as mãos, mantendo as atividades de áreas como o comércio, por exemplo.

Reunião virtual da Amures e a decisão desta segunda-feira de deixar apenas Lages com suspensão parcial das atividades econômicas a partir da terça-feira, 09.

Compartilhe

6 comentários para: “Lockdown: Amures isola Ceron”

  1. Fechar uma loja do comércio, que segue os protocolos e deixar supermercados abertos, com a desculpa que vende produtos essenciais; pergunto, onde há mais risco? Na loja de informática que mantém protocolo e distanciamento, ou no supermercado? Não seja seletivo, combata as festas e aglomerações e deixe o empresário trabalhar. Caso contrário, suspenda todas as receitas do município, lockdown nos tributos.

  2. fica fácil para os outros prefeitos, até unha encravada vem para CIDADE..(LAGES), daí o CERON que se vire.

  3. Provavelmente os municípios que não adotarem a restrição estão sem nenhum caso e não precisam enviar ninguém para os hospitais de Lages! Que bênção!

  4. Então os pacientes dos municípios vizinhos que precisarem de UTI, os prefeitos municipais que de seu jeito, pacientes Lageanos estão sendo transferido para outras regiões, por falta de leitos .Triste realidade.
    Parabéns prefeito Ceron pela atitude.
    As pessoas precisam ter empatia.

  5. O pessoal da prefeitura de Lages estão um pouco atrapalhados, tem que combater com medidas eficazes não com essa medidas meia boca!!!

Deixe uma resposta para Ricardo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *