Geral

Marcius tenta iluminar trevos na Serra

ENTRONCAMENTOS E ACESSOS A ALGUMAS CIDADES ESTÃO ÀS ESCURAS. PARLAMENTAR DESTINA R$ 175.000,00 PARA MELHORIAS

Através de emenda impositiva – a ser paga até o final do ano pelo Governo do Estado – deputado Marcius Machado contingenciou R$ 175 mil para implantar iluminação de trevos de acesso a municípios como Rio Rufino (BR-282), Painel (SC-114), Urubici (BR-282), Lages (SC-114 no trevo da Ambev). Cada trevo tem um montante previsto e o dinheiro será liberado através do Cisama, consórcio da Amures, que efetuará o repasse para as melhorias.

SECRETÁRIO THIAGO VIEIRA ERRA SOBRE O TEMA

Secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, cometeu uma barbeiragem ao falar sobre esse assunto que Marcius Machado tenta ajudar. Em vídeo, o secretário afirmou de forma equivocada, que a implantação da iluminação pública em trevos como na BR-282 (acesso a Rio Rufino e Urubici), é tarefa do DNIT. Entretanto, a TIP (ou Cosip) prevista na Constituição Federal é uma taxa ou contribuição cobrada da população para investimentos e manutenção da iluminação pública. São as prefeituras que arrecadam. E cabe a elas essa providência de iluminar trevos, mesmo em rodovias estaduais e federais.

Se o secretário Thiago (Infraestrutura) quiser ajudar os trevos que estão às escuras na Serra Catarinense, articula para ajudar a liberar a emenda de Marcius para clarear os acessos às cidades. E não ‘inventar’ competências sobre a quem compete manter a iluminação de tais trevos

Marcius tem suas demandas tratadas com indiferença pelo Estado e a gente até entende que isso é do jogo político. Mas no caso da iluminação dos trevos é uma questão de segurança de pessoas, de vidas, de seres humanos. E em última análise, de eleitores, inclusive. Daí certa celeridade na providência encaminhada pelo deputado não tem contraindicação!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *