Geral

Marião: Ações por acusações devido a CPI

Notícia da atuação do Ministério Público em relação a denúncias de supostos desvios da decoração natalina trouxe à tona a troca de ponderações sobre o caso. Não há nada relacionado ao secretário Mário Hoeller na atuação do MP. Embora a CPI tenha enquadrado-o por peculato culposo, isso não rendeu desdobramento na via judicial.

MESMO ASSIM

Em entrevistas à Menina FM e Clube FM o secretário Marião abriu a caixa de ferramentas. Não poupou críticas à postura do presidente da CPI, vereador Jair Júnior, a quem ele se refere como moleque. Lamentou ataques, prejulgamentos e condenações inconsequentes nas redes sociais. Reafirmou ter negado cumprimento ao vereador Bruno Hartmann e afirmado ao mesmo que ‘só toca em merda por descuido’.

CALÚNIA E INJÚRIA

Mário Hoeller, ao apresentador Daniel Goulart na Clube FM, fez relato da honradez. Citou que integrantes da família tiveram problemas de saúde devido ao linchamento que foi exposto de forma inconsequente na CPI. Pretende processar não apenas o vereador, mas quem fez comentários infelizes sobre a situação, imputando seu nome. Referiu-se pelo menos a uma pessoa que é de Lages, mas residindo em Gaspar, teria cometidos crimes enquadráveis em tipos penais como calúnia e injúria.

Todo o teor dos ataques sofridos foram documentados para servir de base a procedimentos judiciais que Marião pretende tomar como forma de responder àqueles que, em tese, teriam o acusado injustamente.

IMPORTANTE

Nenhum comentário em rede social (face ou whats) está imune a responder a processos nas áreas cível e penal, caso o conteúdo caracterize imputação de crime a uma pessoa, sem que a mesma tenha praticado isso. Com a preocupação do Judiciário em combater fake news, aumenta ainda mais o olhar em relação a tais manifestações.

HÁ LIMITES

Mesmo sendo referência a pessoas que ocupam cargos públicos, há limites de críticas, não podendo essas extrapolar, atingindo o íntimo e pessoal do atacado e muito menos contendo ponderações que denigram sem serem verdadeiras. Será nessa linha que Marião pretende responder aqueles que o atacaram.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *