Geral

MDB/SC dispara contra Bolsonaro

INTEGRANTES DO PARTIDÃO COMEÇAM A EXPOR CERTO ANTAGONISMO AO GOVERNO FEDERAL EM SANTA CATARINA

Coube ao Senador Dário Berger fechar a semana num contraponto ao governo de Jair Bolsonaro. No pronunciamento da sexta-feira, 15, Berger reclamou do custo elevado dos alimentos. Citou que a cesta básica em Florianópolis chegou a consideráveis R$ 659,00 (a mais cara do País). E fez um comparativo sobre a dificuldade do trabalhador que sobreviver do R$ 1.100,00 de salário mínimo. O emedebista fechou assinando a insatisfação com Bolsonaro:  

“O governo federal precisa começar a focar naquilo que realmente é prioridade ou caminharemos para o abismo”.

Print que a assessoria de Dário disparou sobre a manifestação do emedebista na sessão do Senado na boca da noite da sexta-feira, 14

Antes de Dário, o pré-candidato a governador pelo MDB, Antídio Lunelli, durante a sabatina que os veículos do Grupo NSC fizeram ao político, já havia disparado contra Bolsonaro, conforme o card acima

O QUE QUER O MDB?

Ainda não está clara essa estratégia de contraponto ao governo federal nessa postura do MDB. Bolsonaro segue com excelentes índices de aceitação em Santa Catarina. Dário Berger chegou a ser cogitado para vice de Lula, mas daí teria que ser pelo PSB e não o MDB. Mas ninguém está entendendo esse fio desencapado antecipado contra o Governo Federal pelo MDB catarinense.

ATÉ PORQUE…

Tudo ainda é incógnita sobre quem estará contra quem ano que vem. Bolsonaro, por exemplo, pode se filiar ao PP de Amin. Governador Moisés também pode assinar filiação nos progressistas. E nesse contexto, Bolsonaro e Moisés numa mesma sigla, onde ficaria Jorginho Mello? Por isso, é precipitada a artilharia a essas alturas, enquanto os rumos partidários não se definirem.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *