Geral

Mensageiro: Oitivas tranquilas em Lages

AO TODO SÃO 16 TESTEMUNHAS, PRINCIPALMENTE DA DEFESA, SENDO INQUERIDAS NA TARDE DE SEGUNDA-FEIRA, 17.

Naquele postura de levar a jurisdição do Tribunal de Justiça onde for necessário, a estrutura de pessoal da principal Corte do Judiciário Catarinense em relação aos processos da Operação Mensageiro aportou em Lages. As audiências de testemunhas e informantes transcorrem sem anormalidade. Lageanos envolvidos, no caso dos ex-secretários Arruda e Delfes, acompanharam os depoimentos que têm por local o Tribunal do Júri da Comarca de Lages.

CLIMA INTERNO

Em um ambiente relativamente vazio, com presença restrita de público, as oitivas transcorreram durante a tarde, ouvindo as testemunhas arroladas, especialmente aquelas de defesa dos envolvidos. O local foi franqueado aos profissionais de imprensa para acompanhar os trabalhos, podendo inclusive fazer registros fotográficos, desde que não exponham as partes rés do processo. Há uma previsão legal dessa não exposição e, como lembrou a desembargadora Cinthia Beatriz Schaefer, o propósito não é espetacularizar essa fase do processo.

O protocolo orienta não publicar o rosto das testemunhas. No momento desse registro quem respondia perguntas era o atual secretário de Administração e Fazenda de Lages, Alexandre Martins, repassando informações técnicas do que tem conhecimento sobre a atividade que desempenha. O registro acima é da jornalista Carolina Sott, do portal SCC

PRESENTE E ATENTO

Quem aproveitou para acompanhar as oitivas foi o vereador Jair Júnior. Ele estava ali na condição de profissional de imprensa, porque integra o elenco da Rádio RC7 FM de Lages, integrando a bancada do programa Copa & Cozinha. Essa condição, de fato, permite a sua presença para acompanhar os trabalhos.

Jair Júnior, na cautela devida para seguir o protocolo de não expor testemunhas ouvidas, mas acompanhando os trabalhos do TJ/SC em Lages

Registre-se a excelente organização dos trabalhos sob o comando da própria desembargadora Cinthia Beatriz da Silva Bittencourt Schaefer, inclusive permitindo, dentro de protocolos orientados, o trabalho de acompanhamento das atividades pela imprensa.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *