Geral

Moisés e Giovani: PSL e 70% dos votos

ELES TÊM EM COMUM EXPRESSIVA VOTAÇÃO E O PARTIDO

Carlos Moisés fez 71,09% dos votos válidos, elegendo-se governador no segundo turno da eleição em 2018. Giovani Nunes que havia sido eleito prefeito pelo PSDB em 2016, migrou para o mesmo PSL de Moisés e conquistou 71,22% dos votos na eleição de 2020 em São Joaquim.

SEM ARREPENDIMENTO

Porque o eleitor geralmente vota em pessoas e não em partido, apesar do inferno astral de Carlos Moisés no período da campanha municipal, aqueles que migraram para o PSL não se arrependeram do deslocamento partidário. Alguns obtiveram êxito, outros nem tanto. Em São Joaquim, o percentual significativo obtido pelo candidato do PSL evidenciou que não houve reflexo negativo da mudança. A agregação do PP como vice, a presença do PSDB na coligação, tudo isso pode ter contribuído.

COM MOISÉS

Depois de reeleito em São Joaquim com os expressivos 71,22% dos votos, Giovani Nunes se encontrou pela primeira com o governador Moisés, já recolocado na função da qual havia sido afastado. Com eles, o mentor da adesão de Giovani ao PSL, o presidente estadual da sigla, deputado Fábio Schiochet.

Moisés, Giovani e Schiochet na primeira conversa pós-eleição municipal e depois do retorno do governador ao cargo

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *