Geral

Moisés em tempos de gratidão e dos Judas

ESTA É A ÉPOCA DE CONFERIR SE AQUILO SEMEADO REPERCUTE EM APOIO OU INDIFERENÇA DE PREFEITOS AJUDADOS PELO GOVERNADOR MOISÉS

“Você vai ver. Basta terminar o prazo de assinatura de convênios e esses prefeitos vão dar as costas para o Moisés. Eles agradam o governador por causa da verba. Sem isso, quem é do MDB será do MDB. Aqueles do PL vão grudar no Jorginho e do PSD vão querer distância do Moisés”.

Guardamos bem essa sequência de manifestação ali na metade de março de uma liderança ao nível do mar, prospectando a ingratidão dos prefeitos que provaram da política municipalista do governador Moisés, neste meio tempo entre o fim da assinatura de convênios, a homologação de candidaturas e coligações, até a eleição de 2 de outubro.

SIGNIFICA QUE…

Aproveitando esse período de Semana Santa, seria hora de ver quem serão os prefeitos Judas e quais aqueles que, independente de partido que integrem, expressarão gratidão por terem retirado projetos da gaveta e transformado seus municípios em canteiros de obras.

POR ENQUANTO…

Tem se visto a postura de prefeitos mantendo a cordialidade. Ainda na semana passada o prefeito Joares Ponticelli (Tubarão) que já concorreu até como candidato a vice-governador, falando a Prisco Paraíso (SCC/SBT) palavras que demonstram o reconhecimento a Moisés. Ponticelli é uma das principais lideranças do PP. Prefeito Thomé de Rio do Sul, frequentando o PSD e também acenando aquela gratidão esperada. Aqui na Serra Catarinense, apesar de certa cautela nas palavras, os prefeitos têm sinalizado a tal gratidão. De se esperar no período de campanha, quando do pedido de votos, se o Judas que um ou outro prefeito tiver por dentro, não irá aflorar.

Mesmo prefeitos como João Cidinei do PL (de Jorginho Mello) não têm do que reclamar do tratamento dado pelo Governo do Estado

POSTURA DO PREFEITO DE LAGES

O próprio governador Moisés sabe disso e o prefeito Ceron nos deixou bem claro. Ele tem imenso respeito e gratidão ao governador Moisés por ter semeado recursos para obras e ações em Lages. Entretanto, por uma questão de coerência em relação ao PSD que integra, sendo uma das principais lideranças desse partido, Ceron estará com Raimundo Colombo num possível projeto majoritário, apoiando e pedindo votos ao ex-governador. Entretanto, caso Colombo não esteja no cenário, a hipótese de Ceron pedir votos a Moisés não é fora de cogitação. Faz sentido!

– Esse coração bate mais por Moisés ou Colombo, prefeito Ceron?

– Tem horas que nem bate, governador, aguardando as definições!

EM TEMPO:

A foto acima foi feita na segunda-feira, 04 de abril, em Correia Pinto.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *