Geral

Pedida escola cívico-militar para Lages

SOLICITAÇÃO FOI FEITA AO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, MILTON RIBEIRO, DURANTE VISITA A SC

Governador Moisés e o secretário de Estado da Educação, deputado Vampiro, recepcionaram em Blumenau o ministro da Educação, Milton Ribeiro. Além de apresentarem o cenário do ensino em Santa Catarina, os gestores catarinenses pediram a implementação de novas escolas cívico-militares no Estado.

UMA EM LAGES

Pelo documento apresentado ao Ministro, o governador Moisés quer o modelo de ensino, através de escolas cívico-militar em Jaraguá do Sul, Camboriú e Lages. “Esse modelo tem dado muito certo. Havendo a possibilidade, o Estado é parceiro para avançar neste projeto”, citou o governador sobre o pedido dos referidos modelos de escola.

QUAL SERIA A ESCOLA DE LAGES?

Primeiramente é preciso ter o de acordo do Ministério da Educação para depois prospectar o passo seguinte. Mas o fato é que, em havendo a aprovação da implementação do modelo de escola cívico-militar, um dos colégios estaduais já existentes, passaria a adotar o sistema diferenciado de aprendizado.

Ministro da Educação, Milton Ribeiro, recebe do governador Moisés e do secretário Vampiro (esquerda) o pedido para implementação de escola cívico-militar inclusive em Lages

***

BOA OPÇÃO PARA O SEU ALMOÇO

NO NOVO ENDEREÇO EM LAGES

A qualidade e variedade de sempre e num local mais amplo e fácil de chegar. Apareça!

Compartilhe

1 comentário para: “Pedida escola cívico-militar para Lages”

  1. Nao consigo entender essa historia de escola militar, as despesas desses colegios são iguais aos outros e são maiores, que eu acho que são, se são maiores não é justo a divisão do pouco dinheiro da educação deve ser dividido entre todas as escolas de maneira proporcional mas igualitária, se for igual as despesas então pode transformar todas em escola militar, que é mais justo, mas só para constar sou contra esse tipo de escola, escola tem que ter pensamento livre, sem bagunça, mas livre, só assim grandes pensadores aparecem e não robos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *