Geral

Moisés: Serenidade e respeito às urnas

Participando da abertura da Expolages, o Secretário da Casa Civil do Governo do Estado, Juliano Chiodelli, conversou conosco sobre o resultado da eleição que deixou o governador Carlos Moisés fora do segundo turno. “Estava com ele na Casa D’Agronômica acompanhando os resultados. Ao constatar os dados, ele falou ao grupo que entendia e respeitava aquilo que as urnas trouxeram”, apontou Chiodelli. Segundo o secretário da Casa Civil, os dias que se sucederam ao resultado foram de interpretação daquilo apontado nas urnas, mas sem cobranças ou culpa a este ou aquele. “Não se tratou de uma reprovação ao modelo de governo, mas de uma opção do eleitor por um número, assim como ocorreu em 2018”.

‘FOI MELHOR PARA MOISÉS’

Entre outras lideranças presentes no parque Conta Dinheiro, também comentando o resultado das urnas, a maioria entende que foi um desdobramento natural. “E melhor para o governador Moisés. Neste segundo turno ele seria tratorado, como foi o Merísio na eleição de 2018. Não se escolhe a melhor proposta ou o melhor projeto, há uma adesão a um discurso nacional e a minoria precisa entender e respeitar essa realidade”. Foi o teor de uma das falas ouvidas na abordagem sobre o tema.

Chiodelli com o presidente da Acil, Carlos Eduardo e o prefeito Ceron: ‘Nada de caça às bruxas ou procura de culpados. O governador entendeu e respeitou o resultado”

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *