Geral

Morre o suplente da deputada Carmen

Provavelmente um dos mais atingidos pela onda de mudança na eleição de 2018 foi o joinvilense Marco Tebaldi. Ele que havia feito 44 mil votos na eleição de 2014, elegendo-se deputado federal, no pleito passado somou apenas 12.000. Perdeu 34.000 votos em sua base, a maior cidade catarinense e, com isso, ficou fora da lista de eleitos. Quem se elegeu na coligação que o seu PSDB integrava foi Carmen Zanotto do PPS. Assim, Tebaldi ficou como primeiro suplente da lageana.

PODERIA ASSUMIR EM 2021

Deputada Carmen Zanotto (Cidadania) poderá concorrer à prefeitura de Lages ano que vem. Assim, em caso de êxito – e ela reúne certo favoritismo à disputa – quem assumiria em seu lugar em Brasília seria Marco Tebaldi. O tucano que presidia o PSDB no Estado, faleceu neste domingo, 13. Ele vinha enfrentando sérios problemas de saúde em decorrência de câncer.

Tebaldi nesse registro com o prefeito de Caçador já mostrava sinais das dificuldades devido ao tratamento contra o câncer que o acometeu ainda no exercício do mandato como Federal

SUPLENTE

Norma Petermann Pereira que somou 24.626 votos passou a ser a primeira suplente da coligação PPS, PSDB, PTB e DC, podendo assumir a vaga em Brasília, em se confirmando a candidatura e o êxito nas urnas em Lages, da deputada Carmen Zanotto.

Norma é de Brusque, mas faz carreira política em Canoinhas, onde ocupa o cargo de vereadora pelo PSDB

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *