Geral

Covid-19: 1 a cada 5 lageanos fez exame

DADOS INDICAM MAIS ÓBITOS E AUMENTO DE CASOS CONFIRMADOS

Secretaria da Saúde de Lages, num tecnicismo reverenciável, segue municiando a coletividade com os dados da pandemia. Nenhum número escapa ao olhar e à tabulação dos técnicos da área. Os números, que trouxeram alívio em setembro, mantêm a tendência da angústia e preocupação nesta primeira semana de dezembro.

O GRÁFICO DE LAGES

O levantamento abaixo expõe a realidade da doença na cidade. Foram três mortos a mais desde o boletim de domingo e outro óbito nos municípios da Serra. Com isso temos 126 pessoas que perderam a vida em decorrência da doença em Lages e outras 59 vítimas fatais nos demais 17 municípios da Amures.

Observe o índice de aumento de isolamento domiciliar. Atualmente há 1.512 pessoas se tratando dos efeitos da doença em casa. Esse dado de 28.730 casos testados aponta que um a cada 5 lageanos fez exames.

ONDE RESIDIAM AS VÍTIMAS?

O levantamento da Secretaria da Saúde apontam que o Conta Dinheiro, com 12 registros e o Petrópolis com outros 10, são os bairros com a maior quantidade de mortes em Lages.

Este é o lamentável gráfico de onde residiam as vítimas fatais da Covid-19 em Lages. Há ainda uma morte do bairro Caça e Tiro, mais duas do Vila Mariza, outras cinco do Vila Nova e mais 15 da chamada área descoberta (que não pertence a nenhuma UBS)

MAIS MULHERES

Mulheres são a maioria nos casos confirmados da Covid-19 em Lages

MAIS HOMENS

Homens são a ampla maioria das vítimas fatais em decorrência da Covid-19 na cidade

Dados Secretaria de Saúde de Lages

Compartilhe

1 comentário para: “Covid-19: 1 a cada 5 lageanos fez exame”

  1. Não sei de onde tiraram essa que a cada 5 Lageano fez exames do COVID. Na minha casa e dos pacientes ninguém fez. Na empresa que trabalho nenhum funcionário ou Famíliar fez. Então de onde saio essa conta. Ontem Lages tinha um dado. A Secretaria de Estado tem outro. Agora outra mentira que em cada 1 X 5 fez exames. Por isso que a população não esta mais acreditando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *