Geral

O que acontecerá com o Mercado Público?

PARA NÃO VIRAR ‘OUTRO CALÇADÃO’ VEREADORA PEDE INFORMAÇÕES

Porque há um silêncio estranho em relação aos trâmites que envolvem a ocupação do Mercado Público revitalizado, a vereadora Suzana Duarte (Cidadania) precisou colocar no papel uma sequência de indagações a respeito da ocupação daquela estrutura.

ACONTECE QUE…

O Paço dormiu no ponto em relação ao Calçadão da Praça João Costa. O cochilo fez com que demorasse a licitação para a ocupação do espaço destinado ao Café e Banca. Demorou quase um ano, após inaugurado, para ser realizado o certame licitatório. A consequência é que estamos fechando 16 meses – são exatos 477 dias hoje – que o Calçadão foi revitalizado e inaugurado, mas até agora a estrutura complementar ainda não foi ativada.

DAÍ QUE…

A ideia da vereadora Suzana Duarte é dar uma chacoalhada nos responsáveis pelos procedimentos. Primeiro para informar em que pé está a licitação. E segundo para que, caso a coisa esteja em banho maria que, se acelere, até para não se inaugurar um mercado sem comerciantes no local.

AS PERGUNTAS DA VEREADORA

1 – Qual a data prevista para inauguração?

2 – Todo recurso do convênio foi repassado?

3 – Caso positivo, informar data e valores repassados.

4 – Quantos boxes foram licitados para concessão onerosa?

5 – Quantos e quais boxes tiveram propostas e vencedores?

6 – Há box sem licitante? Quais e como será o novo processo?

7 – Enviar planta dos boxes com suas respectivas ocupações.

Vereadora Suzana Duarte coloca no pedido de informações dúvidas que são comuns a todas as pessoas que aguardam desdobramento sobre a funcionalidade do ‘novo’ mercado

Em janeiro o prefeito Ceron informou que pretendia inaugurar o novo mercado no mês de abril. Talvez o agravamento da pandemia possa ter exigido alteração do cronograma da obra

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *