Geral

Os pontos críticos da Avenida Carahá

DECLARAÇÃO INFELIZ EXPÕE FALTA DE PROVIDÊNCIAS SOBRE AVENIDA PERIGOSA

Repercute nas redes sociais e muito além delas, a declaração desnecessária e infeliz da autoridade de trânsito de Lages, o diretor Newton Silveira Júnior. Responsável pela Diretran, ao falar sobre a precariedade da Avenida Carahá (Na Clube FM 98,3) citou que a via não tem pontos críticos e despejou a culpa e (ir) responsabilidade dos acidentes aos motoristas.

ASSIM

Newtinho não deixa de ter parcialmente razão. Mas na condição de comandante de uma estrutura cuja prioridade é segurança e fiscalização do trânsito, há razões que não podem ser expostas. Que a maior parte dos acidentes é causada por motoristas negligentes e imprudentes isso é inconteste. Mas se trafegarem numa via em condições melhores que a Avenida Carahá, os riscos, mesmo dos imprudentes, são menores.

PONTOS CRÍTICOS

Há sim, infelizmente, alguns pontos críticos ao longo da Avenida Carahá. Inclusive pontos onde não, necessariamente, acontecem acidentes, mas que são críticos. É o caso da reta do Moinho em direção à Duque. A velocidade superior a 100 km/h que motoristas praticam nesse local torna o trecho crítico.

Registro de arquivo sobre acidentes causados pela imprudência em locais como o cruzamento com a rua Frei Gabriel

MAIS PONTOS

A curva nos dois sentidos da avenida na frente da Acil é ponto crítico e requer algum instrumento de redução de velocidade. O cruzamento da Anastácio Mota é outro local crítico que precisaria algum tipo de redutor para que os que trafegam na avenida reduzissem velocidade.

AINDA OS PONTOS

Ao longo toda a avenida tem costelas, desníveis, buracos e inconstâncias por causa da rede de esgoto do século passado que não contemplou nova camada asfáltica. Há pintura desbotando, placas insuficientes e falta de sistemas que imponham limites de velocidade ao motorista (lombada física, eletrônica, passagem elevada, etc). Portanto, há pontos críticos que, somados a motoristas imprudentes e intempéries (como no último acidente fatal) resultam em situações lamentáveis.

DAÍ…

Reconhecer isso e apresentar um diagnóstico à área de planejamento e ao prefeito é um poder/dever da autoridade do trânsito que é o responsável pela Diretran. “Tem pontos críticos, temos conhecimento disso e já efetuamos levantamentos encaminhando para a área competente do município para tentarmos providências”. Essa seria a resposta correta, acompanhada com a iniciativa de detectar tais pontos. Até porque autoridade de trânsito, que é o cargo atribuído pelo CTB, tem essa incumbência de agir como autoridade.

Niltinho, a autoridade de trânsito de Lages, pela conceituação do CTB e o poder/dever de algumas atribuições para tornar a mobilidade paroquiana mais segura

Compartilhe

1 comentário para: “Os pontos críticos da Avenida Carahá”

  1. Caraha deveria ser a avenida mais bonita de Lages, revitalizada, com bares, praças etc. Mas só acho, não sou especialista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *